https://www.poetris.com/
Poemas : 

A Frigida Senhora

 
E aquela frigida Senhora
trazia memórias no olhar
trazia rosas sobre o corpo
penas sobre a alma a pesar!

Lânguidos silêncios sobre a voz
soluçavam-lhe a respiração
vontades impolutas de ser feliz
poisavam como aves sobre as mãos!

Quem seria a frigida Senhora;
enlutada dama que passava?!
Prostrada, de joelhos, aos pés da cruz,
de mãos postas, junto ao peito, só rezava!

Entregava a Deus a solidão
dos tristes dias duradoira,
coitada, pobrezinha, tão triste,
quem seria a Frigida Senhora?!

Ricardo Maria Louro
Na Casa do Outeiro
Em Monsaraz


Ser Poeta é exilio
num pais de condenados
um tormento infinito
de mil olhos rejeitados!

Ricardo Maria Louro

 
Autor
Ricky
Autor
 
Texto
Data
Leituras
139
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
1
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Veit
Publicado: 15/01/2021 23:43  Atualizado: 15/01/2021 23:43
Super Participativo
Usuário desde: 14/12/2019
Localidade:
Mensagens: 197
 Re: A Frigida Senhora
Gostei imenso!
Quem sabe a frigida senhora não tenha
coração?
Quem sabe implore a Deus libertação, a morte, a misericórdia.
Muito bom!
Parabéns, poeta.