https://www.poetris.com/
Sonetos : 

Mondelo, Palermo

 
Descanso a alma no teu mar
Mar que me faz sentir casa
E eu que venho de um outro ar
Mas aqui tenho uma asa

Asa que me ajuda a voar
Sem sentir-me uma presa
Da rotina que consegue amordaçar
Quem vive sem qualquer tipo de represa

Talvez a única que se possa apontar
É o teu sorriso que é uma vela acesa
E não, não me envergonho de te amar

Porque lavo-me sem qualquer defesa
E assim desejo continuar
Afim de manter a nossa relação coesa!!!

 
Autor
sisnando
Autor
 
Texto
Data
Leituras
42
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
0
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.