https://www.poetris.com/
Sonetos : 

Do ralo do sentimento

 
Tags:  sonetos    sentimentos    literatura    imaginação    guetos  
 
Não falo de tudo que sinto.
Eu só falo,
o que sai do ralo
do meu sentimento.

Eu só falo
do que transborda;
do que é puxado pela corda
da imaginação.

O que sai nos meus sentimentos,
rima com a vida nos guetos;
nos becos da literatura.

O que sai “de estalo”,
às vezes vem do ralo
da contracultura.

A.J. Cardiais
12.07.2019


Um poeta, um sonhador, um buscador, um hippie, um Anarquista... Sei lá! Um vagabundo, tentando melhorar o mundo.Open in new window

 
Autor
AJ_Cardiais
 
Texto
Data
Leituras
46
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.