https://www.poetris.com/
Poemas -> Amor : 

Coagular Perpétuo

 
Open in new window
Coagular Perpétuo

Nas noites ando por corredores úmidos
De paredes altas cor de chumbo
Odores de vidas sem rumo, sem rima
E muito acima de tudo que é imundo

Vagarosamente vão se diluindo vazios
Os sons são murmúrios, gemidos no silencio
De corpos lívidos deitados no chão frio
De vidas de um tempo lento e suspenso

Cada noite é uma mistura de sonhos e medos
De um inverno dolorido e sem desejos
Eternamente fundo e de um fedor imundo
Onde carcaças infestam esta cloaca do mundo

Vagarosamente o silencio me arremata
E eu caminho como caminhar fosse um remédio
Sobre sangue escuro que lentamente se coagula
A me coagular neste encarceramento perpétuo

Alexandre Montalvan

 
Autor
montalvan
Autor
 
Texto
Data
Leituras
136
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
1
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Erotides
Publicado: 07/03/2021 09:34  Atualizado: 07/03/2021 09:34
Colaborador
Usuário desde: 26/02/2020
Localidade: BRASIL
Mensagens: 818
 Re: Coagular Perpétuo
Foi muito bem escrito, parece quê foi tirado de algum livro.