https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Sombrios : 

ALMA PERDIDA

 
Segue-me este tormento da minha fala,
Ouvida sem falar nas palavras não ditas.
Será que tudo vem da minha ausente alma
Ou são sonhos em meras solidões eruditas?

E se são os devaneios das minhas fantasias
Trazidos na brisa suave desejada pelo vento?
Se assim for, são verbos predicados de magias
Conjugados em outra vida de um outro tempo.

Apelo ao além a todos os místicos divinos
Que nos gritos de silêncio dos seus hinos,
Ao som de violinos, digam que não sou louco.

Apenas meu corpo não encontra a sua alma,
Em contínuos murmúrios sussurrantes sem calma,
Pelo desespero de encontrá-la pouco a pouco.



Jorge Oliveira

VISITE E COMENTE O MEU BLOG

Mais poemas em:


http://afacedossentidos.blogspot.com/

<br>
Direitos Reservados
 
Autor
quidam
Autor
 
Texto
Data
Leituras
619
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Ledalge
Publicado: 25/04/2008 15:44  Atualizado: 25/04/2008 15:44
Colaborador
Usuário desde: 24/07/2007
Localidade: BRASIL
Mensagens: 6880
 Re: ALMA PERDIDA
Não, você não é louco...não! Apenas um sonhador, como eu. Ledalge