https://www.poetris.com/
Poemas : 

Depois dos corações, as pedras

 
Depois dos corações, as pedras
 
Um olhar no princípio despretensioso
O rubor bucólico na face
A timidez do momento
Na beleza do luar
E um amor que nasce no coração...

Há corações feridos pelo caminho
Saudades que não passam
Asas que não voam mais
De pássaros que estão pelo chão
Junto as pedras silenciosas.

Fale-me de sua dor tão profunda
Que agora vejo nesse olhar
Depois dos corações, as pedras
Que clamam pelo jardim
Na solidão de uma singela lembrança.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

 
Autor
Odairjsilva
 
Texto
Data
Leituras
36
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.