https://www.poetris.com/
Poemas -> Desilusão : 

Tropeço

 
As marcas do sentimento ficou
De tudo que um dia restou
A saudade daquele olhar
O sorriso que não via mais
E a alegria logo de manhã
Que agora fazia parte do passado.

Em algum momento da caminhada
Tropecei no meu próprio orgulho
E nem mesmo sei dizer
Como tudo isso podia ser real
Se o que resta é ilusão
E pensar que poderia ser diferente
Se não fosse a prepotência
Um tropeço no caminho
Que pensei ter conhecimento.

A luz se apagou
E os fantasmas aparecerem
Eles gostam do escuro
Porque podem se divertir
E apavorar a alma já desgastada
Com o sofrer da solidão.

Resta-me agora esperar
Que o tempo seja gentil
E que leve para longe as lembranças
Do alvorecer em que sorriu
E não dei o devido valor.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

 
Autor
Odairjsilva
 
Texto
Data
Leituras
136
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
1
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
MicaelaFerreira
Publicado: 31/03/2022 16:18  Atualizado: 31/03/2022 16:18
Colaborador
Usuário desde: 22/10/2020
Localidade:
Mensagens: 605
 Re: Tropeço
Que rica inspiração. Parabéns!

Carpe diem