https://www.poetris.com/
Sonetos : 

Cláudia

 
Tags:  #amor    #paixao  
 
Afoga-me esta sede de amar
Nesse teu rio que não conhece fim
Apaga-me este fogo que não consigo calar
Nesses braços que desconheço o confim

Ata-me esta fome de desejar
Nessas tuas folhas de alecrim
Ataca-me sem me magoar
Nesse teu tatami de cetim

Atraiçoa -me este ardente respirar
Nessa tua inocência de capim
Atira-o para um longínquo lugar

Nesse teu coração que reduz a dor a serrim
Abraça -me até me faltar o ar
Nessa tua alma tão imperial como Pequim!!!

 
Autor
sisnando
Autor
 
Texto
Data
Leituras
55
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.