https://www.poetris.com/
Artigos : 

Eleições... tua confiança está depositada em...

 
Tags:  eleições    Confiança. Deus.  
 
"Assim diz o Senhor: Maldito o homem que confia no homem, faz da carne mortal o seu braço e aparta o seu coração do Senhor.” Jeremias 17:5.

Estamos vivenciando hoje em nosso país um momento de transição política e, infelizmente um momento dos mais delicados. Por uma série de razões, as eleições que estão “batendo a porta”, transformaram-se num verdadeiro “pega pega” e as emoções – de alguns – alteram-se grandemente nesse momento. Infelizmente, em questões políticas o homem “se apega” ao homem. Historicamente no Brasil e em outras republicas espalhadas ao redor do mundo, as expectativas de mudança de uma situação deficitária para uma situação de estabilidade ou, de manter-se uma situação estável quer seja econômica, social, educacional, de saúde, de segurança e outras questões, são confiadas ao homem e, sabemos que o homem, salvo exceções são propensos à corrupção e ao engano (enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá? Jeremias 17:9). Basta uma olhada superficial nas ditas redes sociais, nos programas jornalísticos da televisão, nos jornais e poderemos ver e ou ler sobre pessoas se “engalfinhando” em defesa deste ou daquele candidato, angariando sem necessidade nenhuma, inimigos em prol da defesa deste ou daquele candidato. Cabe aqui um parêntesis, é natural e saudável que tenhamos um candidato e defendamos suas ideias e seu programa de governo; isso faz parte de uma vida em sociedade e somos afinal uma democracia. O que não é saudável e não deveria estar acontecendo é a confiança ser depositada no homem como se ele e somente ele fosse digno dela e como se o futuro de nossa nação e de nossas vidas dependesse desse ou daquele homem. O texto bíblico acima nos adverte com vistas a isso. Confiar no homem, fazer dele que é mortal o seu norte, depositar nele suas expectativas entristece o coração de Deus e é um grande passo dado para apartar-se do Senhor.

A Palavra de Deus é clara e não deixa margem para duvidas, Deus considera maldito o homem que faz de outro homem sua única e principal fonte de recurso para a vida, Assim, exerça o seu direito inalienável de escolher aquele que, na sua concepção é o melhor candidato, aquele que você acredita que conseguirá colocar em pratica o melhor programa de governo e que, segundo o que você pensa, fará do Brasil um país melhor e mais justo para a sociedade de um modo geral, mas... CONFIANÇA... deposite a totalidade dela apenas e tão somente no Senhor Deus.






 
Autor
PedroMG
Autor
 
Texto
Data
Leituras
90
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 10/08/2022 16:41  Atualizado: 10/08/2022 16:57
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29909
 Re: Eleições... tua confiança está depositada em...
No Brasil estamos vivento uma Plutocracia é o nome usado para representar as formas de governo em que o poder permanece centralizado nas mãos daqueles que detém o maior poder aquisitivo, se firmando quando políticos devidamente eleitos acabam por priorizar os interesses daqueles grupos de quem receberam apoio financeiro durante a candidatura. Dessa forma, estes financiadores de suas campanhas acabam exercendo um controle intenso sobre cada uma das ações e decisões tomadas por parte dos representantes. Não se trata, entretanto, de uma forma de governo oficial, mas sim de um conceito bastante observado nos sistemas políticos atuais. O representante eleito passa a dever favores aos seus patrocinadores, gerando o que ficou popularmente conhecido como “clientelismo político”.


Plutocrascia, influência ou o poder do dinheiro, onde o sistema politico são exercído pelos poderosos, governado pelas classes mais ricas da sociedade, ocorrendo quando o político atende somente os interesses daqueles que financiaram sua campanha, abandonando as demandas do povo. Nesse sentido, o patrocinador passa a controlar as ações do políticoesquecendo o povo, os deixando mais miseráveis, o trabalhador perdendo o seu direito




A falta de ideologia, trocada pelo fisiologismo, leva à criação de currais eleitorais, onde um líder político usa se de sua sua influência local para pressionar a população a votar em candidatos que defendam seus interesses após eleito. Como compensação, oferece ao povo produtos para sua sobrevivência, aproveitando-se da brutal desigualdade social que assola o país.


A concentração de renda beneficia as elites corruptas do país, que não têm interesse em difundir o conceito de cidadania, preferindo passar a imagem do político paternalista e dono dos destinos da população, contrariando a visão desejável, do político como funcionário público, intermediador dos cidadãos junto aos poderes constituídos.

A continuidade do processo político, com votações em seqüência, tende a aumentar o grau de conscientização das massas e, mesmo com a resistência de setores atrasados da nação, a uma depuração política, onde o candidato que mais prezar a valorização do poder como instrumento de cidadania e de valorização da liberdade de expressão terá longevidade na vida pública. Em contrapartida, os postulantes da política oligárquica e excludente, com o amadurecimento do processo democrático, têm como destino o esvaziamento de sua influência e declínio irreversível de seu poder autocrático.

Martisns