https://www.poetris.com/
Poemas : 

A raiz de pés para o ar... nunca será poiso para uma pintassilga

 
 


fragilidades
fagulham
na cinza dos olhos
no final
de uma jornada

o amor
fez fumo
depois
fogo

o corpo emadeirado
[agora queimado]
foi louco
pelos teus braços

agora
já não há retorno

o caminho de volta
foi destruído
pela realidade
tão distantes daquele presente
que foste para mim ….

sou ruina irreconhecível
até acho
se me encontrasses
em qualquer esquina
não abrandarias os passos





 
Autor
Frágilvocábulo
 
Texto
Data
Leituras
128
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.