https://www.poetris.com/
Poemas : 

coisas do carvalho

 
não foi minha alma que procurou
nem meu corpo perdido que se despiu
nem tão pouco foi a minha boca quente que pousou
no mais profundo que existiu
não foram minhas coxas que entrelaçaram
nem meus pés se perderam
nem tão pouco meus olhos penetraram
teu falso porte de um deus que nem vi
mais que insanidade
mais que vício
mais que feitiço
era eu que ali estava
não porque quis
eu tão pouco sou assim
dada á solidão a quem se espera
um dia mais em que
aspiro
embalo
e gemo
sussurros roucos que é de raiva
e do sémem que me deste, o desespero?



" An ye harm none, do what ye will "

MMXXIII
 
Autor
HorrorisCausa
 
Texto
Data
Leituras
83
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
2
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Correa
Publicado: 15/03/2023 23:59  Atualizado: 15/03/2023 23:59
Super Participativo
Usuário desde: 20/12/2022
Localidade:
Mensagens: 112
 Re: coisas do carvalho
Não é á toa que vem do carvalho...talvez dos os sussurros loucos eu ouça um trovão...e nas palavras eu vejo a força e sinto a magia. Lindo poema. Deus a abençoe