https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

Lisboa calou-se…

 

Lisboa calou-se,
Calou-se pra não mais ouvir
O choro de quem parte
Na boleia do vento,
Vento ruim
Vento vindo de longe,
Com suas asas da morte.
Lisboa calou-se,
Calou-se e chora a ausência
Dos passos na calçada,
Passos preguiçosos
Que subiam e desciam
Suas efervescentes ruelas.
Lisboa calou-se,
O silêncio espreita
Em cada esquina
Despida dos passos apressados,
Que não a deixavam dormir.
Lisboa calou-se
Já não se ouve risos e gargalhadas,
Que a deixavam acordada,
Já não se ouve o ronco dos carros,
Que desafiavam madrugadas,
Já não se ouve o tinir dos talheres
Nas esplanadas adormecidas,
Já não se ouve o fado,
Que amansava manhãs
E acordava madrugadas
Nos becos de Lisboa que não dormia.
Lisboa calou-se,
Calou-se e chora em silêncio
Por estar em quarentena,
E não mais poder desfrutar
Dos abraços dos turistas,
Que alegravam suas praças
Com seu português coxo.
Lisboa calou-se…
Calou-se e calaram-se os homens
No seu ventre hospedeiro.
Silêncio, só silêncio nas ruas,
Que perderam um abraço
No desabraço do corona.



Adelino Gomes-nhaca


Adelino Gomes

 
Autor
Upanhaca
Autor
 
Texto
Data
Leituras
330
Favoritos
5
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
56 pontos
4
6
5
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 23/03/2020 19:16  Atualizado: 23/03/2020 19:16
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 6818
 Re: Lisboa calou-se…
… e Lisboa acorda todas as manhãs
Com o vazio nas suas ruas
Nas suas fortalezas
Nas suas esplanadas,
Nas suas estradas
Posta a quarentena,
Chora em silêncio,
Entregue aos pesares,
Que lhe induzem ao sono profundo.

Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 23/03/2020 19:16  Atualizado: 23/03/2020 19:36
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 6818
 Re: Lisboa calou-se…
Ruas vazias de Lisboa



Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 24/03/2020 11:34  Atualizado: 24/03/2020 11:34
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16779
 Re: Lisboa calou-se…
Adelino
Nem parece real o que estamos passando. É triste ver as ruas vazias, ter que nos isolarmos de todos. Oro para que essa pandemia chegue ao fim!
Abraço!
Janna

Enviado por Tópico
Violante
Publicado: 25/03/2020 20:53  Atualizado: 25/03/2020 20:53
Da casa!
Usuário desde: 10/09/2019
Localidade: Campinas, Brasil
Mensagens: 396
 Re: Lisboa calou-se…
Que tristeza!
Amei visitar Lisboa. Fui com minha falecida irmã. Fomos em Setembro de 2015. Amei a baixa pombalina. Amei ouvir fado. Boas recordações dos portugueses, nossos irmãos e muito acolhedores.
Que tristeza o mundo. Que tristeza que este vírus tem provocado.
Poema muito sentido.
Abraço do Brasil para vocês.
Que Deus ilumine nosso caminho.


Carpe diem.