Poemas : 

como a pipi.das.meias.altas

 

" o dedo em movimento escreve e, tendo escrito, segue em frente
nem tua piedade, nem tua lástima o atrairão para cancelar a meia frase
nem todas as tuas lágrimas apagarão uma palavra."
Rubaiyat de Omar Khayyam



não sei escrever frases bonitas
não tardariam a queixarem.se por falta de amor
usadas e decadentes, misturadas
escrevo sempre tudo ao contrário

( uma gaiola sai à procura de um pássaro)

talvez possa divertir.me
talvez possa clamar a morte

como se atrás das costas da mão
com salpicos
fosse bonito e apagado.


" An ye harm none, do what ye will "

 
Autor
HorrorisCausa
 
Texto
Data
Leituras
290
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
24 pontos
8
4
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 15/01/2024 12:55  Atualizado: 15/01/2024 13:20
 Re: como a pipi.das.meias.altas
.
.
.
Olá HC,

Gostei da poesia, principalmente porque citou a Pipi das Meias Altas. Eu não conhecia... Que desenho bonito! Eu amei! Assisti os filmes e vários episódios do desenho. Me identifiquei até demais com a personagem. Por exemplo, eu andava para trás, tinha um cavalo, gostava de virar estrelinhas na rua, dormia ao contrário na cama (com os pés no travesseiro) e já reguei as plantas durante a chuva umas três vezes! (risos) O desenho é perfeito! Amei o traço, os personagens, as cores, as paisagens, os temas, tudo, tudo, tudo... muito poético, muito bem feito, reflexivo, inspirador. A personagem é uma mistura de Emília com Dom Quixote. Enfim... muito obrigado por compartilhar!

Atenciosamente,
Nelson


Enviado por Tópico
ZeSilveiraDoBrasil
Publicado: 15/01/2024 16:41  Atualizado: 15/01/2024 18:21
Administrador
Usuário desde: 22/11/2018
Localidade: RIO - Brasil
Mensagens: 1916
 Re: como a pipi.das.meias.altas
.
.
.

.
Olá Maria,
Li e reli até me vir uma nesga e abrir caminho para inspirar-me em comentar... vi assim;
...irreverência e assertividade compõe o seu poema... nele você revela sensibilidades que a personagem disfarça para não mostrar-se fraca, indefesa, previsível... arriscar sob qualquer condição é imperativo, afastar-se de obviedades, de coisas normais e aceitáveis... tudo haver com que a pipi defende....
Posso até ter elaborado uma nova sinopse, se; perdoe-me;

'divertir.me, ainda não clamo a morte...'
apesar de;
'as sardas atrás das costas da mão
já são vísivelmente densas, difíceis de serem apagadas.'

Um abração caRIOca


Enviado por Tópico
Paulo-Galvão
Publicado: 16/01/2024 10:20  Atualizado: 16/01/2024 10:20
Usuário desde: 12/12/2011
Localidade: Lagos
Mensagens: 1176
 Re: como a pipi.das.meias.altas
Olá Horroris,
A Pipi.das.meis.altas tinha sardas não era "fashion" nem pipi.
Frases botinas dizem o mesmo que frases normais.
Para mim a irreverência é uma atitude artística.
Muito bom texto saído de trás das costas da mão.
Abraço

Paulo de Lagos


Enviado por Tópico
Alemtagus
Publicado: 24/01/2024 17:43  Atualizado: 24/01/2024 17:43
Membro de honra
Usuário desde: 24/12/2006
Localidade: Montemor-o-Novo
Mensagens: 3100
 Re: como a pipi.das.meias.altas p/ HorrorisCausa
Sou do tempo dessa série televisiva, achava piada a essas cenas quando era puto.

Aqui acabei de ler o avesso de um poema, as suas entranhas e deixa que te diga, a beleza mais pura será sempre a beleza interior. Gostei dos salpicos na palma da mão.