Poemas : 

Blues bar

 
 
De volta ao balcão do bar meu blues bar
Fecho meus olhos e consigo estar bem ali
Sei a disposição de cada mesa daquele lugar
O perfume da mulher minha garrafa de whiskey

Aonde mais eu poderia sonhar meus pecados
Em que outro local posso ser apenas eu mesmo
Aqui eu conto minha história pro vazio ao meu lado
Aqui eu finjo acreditar que tudo segue meus termos

Meu passado ganha vida e ele tenta maldoso me seduzir
Encarna na mesa próxima usa o olhar e pernas cruzadas
Usa minhas fraquezas insiste em seu plano de me ver ruir
E eu persisto sonhando o barman passa mais uma rodada

A apresentação parece vir serpenteando em minha direção
Tenta me trazer pra fora golpear-me longe de meu abrigo seguro
Mas nesta noite nem meu passado nem os sonhos nem a canção
Farão de mim prisioneiro ficaremos apenas eu o whiskey e o escuro

Deus abençoe a perseverança
Carlos Correa

 
Autor
CarlosCorrea
 
Texto
Data
Leituras
103
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ZeSilveiraDoBrasil
Publicado: 03/03/2024 12:48  Atualizado: 03/03/2024 12:48
Administrador
Usuário desde: 22/11/2018
Localidade: RIO - Brasil
Mensagens: 1916
 Re: Blues bar
.
.
.
...na letra; todo brilho do momento
...o momento Blue, envolvente
...a intenção; o abraço etílico
...e tempo; de prazer do férteis
...o epílogo; inesperado
O que fez do poema emocionante desde o início.

Meu abraço caRIOca!