Poemas : 

TEMERÁRIO

 
.
.
.
Rasgara todos os  rascunhos,
e as letras jogadas ao chão
sob o olhares assustados das
palavras, rodopiavam como
num caleidoscópio de fatos...

Na escrivaninha machetada,
a gaveta central chaveada,
abarrotada de miliumas ideias
mirabolantes, e duma inspiração
capaz de juntar sob suas asas
invisíveis fontes luminosas...

Ele, há décadas acostumara
dormitar sob papéis e lápis,
e sobre a mesma mesa que
outrora infante se entregou
total aos devaneios, acolheu
interpretações equivocadas,
outras nem tanto, à regra dos
jardins de flores plastificadas
desbotadas, inodoras, falsas..

O olhar sonolento, cansando,
fustigava-o à afastar-se das
antipatias geradas pelo fato.

E; num súbito, se viu homem,
avesso dessas simploriedades
que a vida nos envolve...

 
Autor
ZeSilveiraDoBrasil
 
Texto
Data
Leituras
153
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
27 pontos
5
3
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
HorrorisCausa
Publicado: 14/04/2024 11:33  Atualizado: 14/04/2024 11:33
Administrador
Usuário desde: 15/02/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 3638
 Re: TEMERÁRIO / ZéSilveira
olá Zé

para tudo é preciso ser.se temerário, principalmente para se viver, caso o sobreviver não seja escolha.

poema com P

beijo

atenciosamente
HC


Enviado por Tópico
Yan_Booss
Publicado: 15/04/2024 14:51  Atualizado: 15/04/2024 14:55
Da casa!
Usuário desde: 26/08/2011
Localidade: Brasil-BR (Itinerante)
Mensagens: 498
 Re: TEMERÁRIO
E; num súbito, se viu Homem,
avesso dessas 'simploriedades'
que a vida nos envolve..."

temerário? seria se nalgum momento do poema os fatos fossem distorcidos, pelo contrário. talvez o poeta não quisesse mostrar seus devaneios ocultos maliciosos até comuns quando se é infante. concordo com a HC; um poema com pê maiúsculo.

Yan

Enviado por Tópico
Dirose
Publicado: 20/04/2024 13:45  Atualizado: 20/04/2024 13:49
Membro de honra
Usuário desde: 02/08/2023
Localidade:
Mensagens: 113
 Re: TEMERÁRIO
Através do poema está explícita a demonstração inequivoca de uma postura rara nos dias de hoje. geralmente a longeva vivência é que nos trás à tona certas reflexões... quando em vezes também sou acometida de súbitas lembranças , saudades da juventude. Muito bom te ler amigo poeta.

Di