Poemas : 

.MECENAS DO FIM DO MUNDO

 

Derrubou uma árvore, acabou com o lar de muita gente, imagine uma floresta...
Destruir, destruir, a natureza
É abrir , com destreza, a nossa cova rasa.

Os ricos estão querendo fazer do nosso mundo uma sepultura de cimento e aço
Onde caibamos todos nós
São os modernos canibais
Fazem festivais
Onde se divertem matando animais
Para alegria dos débeis mentais
Que acompanham esses rituais macabros.

Na cabeça dos ricos
O nosso planeta é para satisfazer
Seus ritos e lhes dar prazer
Não importando o nosso grito de desespero respirando fuligem
E nem o enterro das vítimas desse dinheiro,
Somos vítimas desses mecenas invertidos
Que anunciam o fim do mundo

5/5/2024



 
Autor
Frederico Rego Jr
 
Texto
Data
Leituras
68
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.