https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

ESCRAVO DA FANTASIA

 
Tags:  poeta  
 


ESCRAVO DA FANTASIA
(Jairo Nunes Bezerra)

Pelas correntes das recordações,
Sinto-me algemado...
Embora saiba que ficaram as ilusões,
Juntamente com o passado!

E o presente dá seqüência ao futuro,
Aonde tua figuração de mulher fatal,
Liberará brilho ofuscando o escuro,
Num desenlace emocional!

E no que está por vir,
Virá para fecundar e inserir
O ansioso desejo de se amar!

E tu radiante esplendor da natureza,
Rosa perfumada... Realce da beleza,
De emoção... Eu sei... Vais chorar!


 
Autor
Jairo Nunes Bezerra
 
Texto
Data
Leituras
553
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.