https://www.poetris.com/
 
Homenagens : 

"Morte nas estradas" (Ao pequeno Diogo)

 





visite o meu blog aqui...http://vonyferreira.blogspot.pt/
Vóny Ferreira

Que idade tens Diogo? Quantos sorrisos te roubaram?
Como foi possível que uma realidade trapaceira, te abalroasse a inocência, como quem derruba com tentáculos de polvo gigante, um ninho de pássaros recém nascidos, aguardando as asas quentes da mãe para os aninhar?
Quem te roubou essas horas de afecto incomparável como o das nossas mães?
O carro descontrolado que embateu violentamente contra a tua mãe (ambos esperavam atravessar uma passadeira…) e matou o teu tio, porque não serviu de exemplo, num qualquer jardim municipal deste País, onde tabuletas a letras garrafais, lembrassem a quem quisesse ler, as verdadeiras atrocidades que se cometem nas estradas Portuguesas? Talvez assim as consciências de papelão de alguns, dos profetas das desgraças, se transformassem em matéria consistente. Quem sabe?
Por mais traumático e violento que fosse ver um amontoado de lata, a enlouquecer as flores de um qualquer jardim, serviria de vómito às consciências mais invioláveis, por mais que chocasse os mais sensiveis.
Talvez assim, ao olhar a brutalidade de uma realidade que nos envergonha e nos define, tivessemos finalmente a percepção dos tamanhos horrores que se cometem nas estradas Portuguesas.
A história do Diogo resume-se à seguinte realidade. Perdeu um tio nesse acidente. Perdeu durante longos meses a presença da mãe que depois de atropelada lutou heroicamente pela vida, permanecendo em coma.
A mãe do Diogo depois do acidente já foi sujeita a várias operações. Teve que reaprender a falar. A começar tudo de novo, porque perdeu uma perna, e teve que levar uma prótese. Ainda por consequência desse brutal acidente tem outros problemas de saude que muitas vezes a empurram para uma sala de operações. Já nem se sabe quantas vezes aquele corpo bonito e jovem de uma mãe e esposa, foi retalhado para remediar as incontáveis mazelas que lhe ficaram no corpo.
Quanto sofrimento evitável! Quantas lágrimas vertidas!
Termino com as palavras do Diogo, num qualquer queixume que se mortifica, numa página anónima de hi5.
Diz o seguinte:



Mama está internada há 20dias. Foram dias de muita dor e sofrimento...
Mas, finalmente, ela foi operada e poderá voltar para casa em breve.
Houve momentos que achei que a "carga" estava pesada demais e que eu não resistiria.
Mas aprendi que Deus não nos dá "cargas" maiores do que podemos suportar...
E que não devemos pedir "cargas" mais leves e sim ombros mais fortes!
Agradeço o carinho de todos os amigos que oraram e torceram pela recuperação de minha mãe ou mesmo aqueles que me prestaram apoio através de palavras e gestos de carinho... Obrigada!
♥ ♥ ♥ ♥ ♥
DIOGO

Vóny Ferreira

P.S- TU ÉS O MEU HERÓI, DIOGO, BEIJOS.


 
Autor
VónyFerreira
 
Texto
Data
Leituras
1137
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
24 pontos
16
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 14/08/2008 14:37  Atualizado: 14/08/2008 14:37
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11186
 Re: "MORTE NA ESTRADA" (Ao pequeno Diogo)
Eh, Vony,
e assim se ceifam vidas, se deixam marcas.
É o civismo que temos.
E o que essa criança não terá sofrido.
Bjs
Nanda

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/08/2008 14:37  Atualizado: 14/08/2008 14:37
 Re: "MORTE NA ESTRADA" (Ao pequeno Diogo)
Não é fácil falar da realidade nua e crua como tu o fazes. Sentidaent junto-me a ti e ao Diogo.
Abraço
Anne

Enviado por Tópico
jessé barbosa de oli
Publicado: 14/08/2008 14:51  Atualizado: 14/08/2008 14:51
Da casa!
Usuário desde: 03/12/2007
Localidade: SALVADOR, Bahia
Mensagens: 334
 Re: "MORTE NA ESTRADA" (Ao pequeno Diogo)
O INDELÉVEL TRAUMA DA DESCONSTRUÇÃO DE UMA VIDA
É MUITO BEM DESCRITO POR TI, VÓNY.
COM EFEITO, ESTAS HECATOMBES QUE INCORREM
NO TRÂNSITO SÃO EXECRÁVEIS POIS SE PROCESSAM
EM FUNÇÃO, NA MAIORIA DAS VEZES, DA IMPRUDÊNCIA
DE QUEM ESTÁ ATRÁS DO VOLANTE.

Enviado por Tópico
Carolina
Publicado: 14/08/2008 15:05  Atualizado: 14/08/2008 15:05
Colaborador
Usuário desde: 04/07/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 3535
 Re: "MORTE NA ESTRADA" (Ao pequeno Diogo)
Pois, muitos Diogos temos neste nosso país, infelizmente.
Escreveste um texto sobre uma realidade diária, de uma forma intensa que nos faz reflectir na força das pessoas que vivem esses traumas...

beijos

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/08/2008 15:08  Atualizado: 14/08/2008 15:08
 Re: "MORTE NA ESTRADA" (Ao pequeno Diogo)
Vóny, na balança da vida
o que não queremos pesa mais.

Hoje, postei um poema "Viver como vivi"
e uma adaptação, em contraste ao seu,
lá fala de uma vida bem vivida,
e assim é a vida,
enquantos uns choram
outros riem.

Fiquei emocionado com seu poema.


Beijos

Ulysses

Enviado por Tópico
Pedra Filosofal
Publicado: 14/08/2008 15:18  Atualizado: 14/08/2008 15:18
Colaborador
Usuário desde: 17/09/2007
Localidade: Barreiro
Mensagens: 1279
 Re: "MORTE NA ESTRADA" (Ao pequeno Diogo)
Catarina - Atropelada mortalmente por um taxista em excesso de velocidade. Filha única, tinha acabado o curso da faculdade meses antes e ia começar a trabalhar no fim do verão.

Paulo - o condutor viu o autocarro parar mas esqueceu-se que havia mais uma faixa de rodagem. O Paulo ia de mota. Morte imediata, num dia 26 de Dezembro. O filho tinha 15 meses na altura do acidente.

Abel - atropelado por uma mota. ficou paraplégico mas ainda tentou acabar o curso. As complicações posteriores ao acidente foram tantas que acabou por falecer.

Vitor - numa curva foi embater num carro que vinha em contra-mão. Esteve em coma e a lutar pela vida durante 8 meses. A vida ganhou e hoje é casado e tem uma filha.

Estes são alguns dos casos que acompanhei de perto de acidentes de viação.

Espero, sinceramente, que a mãe do Diogo volte depressa para o filho e que, em conjunto, reaprendam a viver. O amor que os une irá, com certeza, ajudar

Enviado por Tópico
Liliana Jardim
Publicado: 14/08/2008 15:27  Atualizado: 14/08/2008 15:28
Luso de Ouro
Usuário desde: 08/10/2007
Localidade: Caniço-Madeira
Mensagens: 4528
 Re: "MORTE NA ESTRADA" (Ao pequeno Diogo)
É amiga, vidas perdidas estupidamente, mutilações sem explicação, sem querer... que arrastam uma vida para um futuro de luta e sofrimento... só se explcando pelos simples facto de sermos mortais. Por isso muitas vezes pergunto-me O que andamos nós humanos a fazer por cá? qual o sentido e o segredo da vida? Porque todo a nossa existencia mortal?

Beijinhos
Bela homenagem de reflexão, transmitida pela sensibilidade do teu ser

Enviado por Tópico
Julio Saraiva
Publicado: 14/08/2008 15:33  Atualizado: 14/08/2008 15:33
Colaborador
Usuário desde: 13/10/2007
Localidade: São Paulo- Brasil
Mensagens: 4206
 Re: "MORTE NA ESTRADA" (Ao pequeno Diogo) P/VónyFerreira
Ah, Vóny, minha amiga, eu queria tanto comentar esta sua crônica com a emoção que ela merece. Juro que eu queria. Mas acontece, minha amiga, que por mais que eu tente, a emoção me foge. Não, por favor, irmã poeta, não se assuste. Não perdi a sensibilidade, não. Não há falha no seu texto, não. Não, minha amiga. Peço que me perdoe. Por favor, me perdoe. É que, infelizmente, no meu país, estes fatos já se tornaram tão corriqueiros, tristemente tão corriqueiros, que a gente até aprendeu - repare a que ponto chegamos - a fazer de conta que não viu. É que não dá tempo nem de chorar. Logo acontece outro.Igual ou pior.

afeto,

júlio

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/08/2008 15:40  Atualizado: 14/08/2008 15:40
 Re: "MORTE NA ESTRADA" (Ao pequeno Diogo)
São tantos Diogos, minha querida, são tantas vidas que carregam as marcas dos seus fardos...Mas, o que emociona é a fé que vem da alma desse Diogo, que nos revela a força que existe no seu âmago. Sempre digo que tudo pode ser retirado de nós, menos uma coisa: a força da nossa fé. Ninguém, nem Deus conseguiu tirar isso de Jó, pois a fé da alma, uma vez presente na alma, NUNCA mais poderá ser tirada por nada e por ninguém....bjo.

tua fã

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/08/2008 16:16  Atualizado: 14/08/2008 16:17
 Re: "MORTE NA ESTRADA" (Ao pequeno Diogo)
Querida poetisa, se eu disser uma única palavra a mais das ditas até aqui, irei de encontro ao meu ódio, qual sinto perante esses tristes casos, infelizmente tão corriqueiros aqui.
Um beijo e afetuoso abraço.
Silveira

Enviado por Tópico
elisabeteluisfialho
Publicado: 14/08/2008 17:44  Atualizado: 14/08/2008 17:44
Da casa!
Usuário desde: 01/07/2008
Localidade: Alcobaça
Mensagens: 464
 Re: "MORTE NA ESTRADA" (Ao pequeno Diogo)
Desta vez não vou comentar tudo o que descreve,são vidas verídicas que se tornaram mais do que estatisticas que em percentagem mostram bem a verdade do nosso Pais e do nosso povo...
Por isso apenas me resumo a dizer que neste ESCRITO pressente-se a sua raiva,impotencia e muita frustação.
Compreendo na perfeição...é o que sente aquele(a) que ao ter conhecimento que uma criança testemunha ao vivo e a cores(escuras) uma vivencia destas.
Um solidário abraço no seu sentimento

Enviado por Tópico
Fhatima
Publicado: 14/08/2008 18:43  Atualizado: 14/08/2008 18:43
Colaborador
Usuário desde: 12/02/2008
Localidade: Joinville - SC
Mensagens: 3389
 Re: "MORTE NA ESTRADA" (Ao pequeno Diogo)
Querida Vóny!

Falar de Diogo, é triste sina, que já tens que carregar, um fardo por demais pesado! Tua escrita é realista e muito emotiva, nos envolve de maneira a nos deixar com o coração triste! A fatalidade é algo de horrível e acontece todos os dias, e são esses fatos que nos fazem repensar a vida e vislumbrar nossas vidas tão efêmeras!
Excelente texto trata de uma realidade que convivemos, eu nunca vou aceitar, não gosto de ver sofrimentos!

Beijos de luz!

Fhatima

Enviado por Tópico
Paulo Afonso Ramos
Publicado: 14/08/2008 19:03  Atualizado: 14/08/2008 19:03
Colaborador
Usuário desde: 14/06/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 2094
 Re: "MORTE NA ESTRADA" (Ao pequeno Diogo)
Senti um peso enorme da emoção que carregas transbordado quando expões as palavras...
Senti a realidade que não muda e que pode sempre acontecer...
Sentir a dor!

Um beijo sentido

Enviado por Tópico
Edilson José
Publicado: 14/08/2008 19:51  Atualizado: 14/08/2008 19:51
Colaborador
Usuário desde: 12/04/2008
Localidade: SP
Mensagens: 5591
 Re: "MORTE NA ESTRADA" (Ao pequeno Diogo)
Uma emoção grande, explícita neste belo texto
Vóny
E como é bom pro leitor, quando o texto fala por si com tamanha profundidade!
Meus sinceros parabéns
Um abraço
Edilson

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/08/2008 21:01  Atualizado: 14/08/2008 21:01
 Re: "MORTE NA ESTRADA" (Ao pequeno Diogo)
Mais uma história e a vida por um fio.

Uma reviravolta

Vony o Diogo é mais um entre tantos...


Um beijo e mais uma vez os meus parabéns


Um beijo

Dolores

Enviado por Tópico
Leo Marques
Publicado: 30/08/2008 10:36  Atualizado: 30/08/2008 10:36
Da casa!
Usuário desde: 01/09/2007
Localidade: Évora
Mensagens: 309
 Re: "MORTE NA ESTRADA" (Ao pequeno Diogo)
Que dolorosas são tuas palavras,é tua dor,tua revolta,transposta,
num texto bem escrito.Quem nos dera que ninguém,escrevesse sobre factos tão
dramáticos,mas é uma realidade,infelizmente para o Diogo,e para muitas outras famílias.Coragem para o Diogo e Fammília,A ti por chamares á razão por os meios que tens,de quem colhe vidas por essas estradas.Beijinhos