https://www.poetris.com/
 
Prosas Poéticas : 

Carta ao espelho...

 
Carta ao espelho...



Caríssimo amigo.

Desprendo-me de todos os laços, inclusive os afetivos, para tentar expressar atravéz desta, tudo que meu coração anda sentindo e você não consegue enxergar, apesar do seu forte poder de reflexão sobre mim.
Não é de hoje que te olho e vejo tantos enigmas que você teima em me apresentar, esperando respostas óbvias, que nunca tenho para lhe dar.
Se te procuro com o intuito de estreitar nosso relacionamento, você vem logo com sua intolerância em mostrar os meus defeitos, minhas falhas e todas as minhas carências, mas não se presta a apontar nenhuma de minhas qualidades... E olha, sei que as tenho, viu ?
Parece que prefere esconder dentro do seu aço, mantendo assim sua fama de durão.
Ora, meu amigo, não seja tão cruel. Tente ser meu amigo, sim ?
Estou aqui de peito aberto e livre de máscaras.
Então deixe-me ver as duas faces da moeda, pois se sou coroa, sou cara também.
Se sou o sal do suor, sou o doce do fruto.
Se sou o escuro da noite, trago a lua em minha mão...
Vamos lá, confie em mim...
Se sei ser rebeldia e aspereza, sou também poesia e beleza... Ok ?
Deixo aqui um forte abraço, na esperança de que em nosso próximo encontro, sejamos mais: Intimidade, confiança, amizade e parceria.


Com carinho


Charlyane Mirielle






Poesia On Line
06/08/2008

 
Autor
Charlyane
Autor
 
Texto
Data
Leituras
797
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.