https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Esperança : 

O Pesadelo

 
Naquela madrugada ainda cedo,
Acordei, mas ainda estremunha,
Tinha a face alterada pelo medo
Do pesadelo com que fui atormentada.

Meu coração batia descompassado,
Tinha lágrimas dos olhos a brotar,
Tentava esquecer o pesadelo
E as imagens que teimavam em ficar.

Se os sonhos são o reflexo da mente,
Tenho que reconhecer que ando perdida.
No pesadelo enfrento uma tormenta
Tal como estou enfrentando em minha vida.

Num barco já meio despedaçado,
Ando à deriva e um mar revolto enfrento!
Ondas gigantes se abatem sobre mim
Tento remar contra a maré e contra o vento.

Tento esquecer e com o passo lento
Me encaminho p`rá janela devagar,
E oferecendo o meu rosto ao vento
Sinto algum alento ao respirar.

Olho p`ró céu que uma névoa encobria,
Algumas estrelas davam a despedida,
Impaciente pelo amanhecer
Para que o dia trouxesse nova vida.

 
Autor
Isabel.rodrigues
 
Texto
Data
Leituras
505
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Nanda
Publicado: 25/08/2008 12:39  Atualizado: 25/08/2008 12:39
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 11191
 Re: O Pesadelo
Isabel,
No fim desse pesadelo tão bem ilustrado poeticamente por ti, fica sempre a mensagem da esperança:
"Para que o dia trouxesse nova vida"
Muito bonito
Beijinhos
Nanda

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 25/08/2008 13:14  Atualizado: 25/08/2008 13:14
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: O Pesadelo
Depois dos pesadelos, dos momentos menos bons, há sempre a compensação do que de mais terrível nos acontece.
Gostei deste seu poema.
Um abraço.
Vóny Ferreira