Poemas : 

Há sempre...

 
Há sempre um olhar
Terno, de criança
Que em cada um de nós
Irradia esperança.

Há sempre uma face
Simples, pura
Que em cada um de nós
É a mais escura.

Há sempre uma lembrança
Profunda, verdadeira
Da nossa vida de criança
Que há-de durar a vida inteira.

 
Autor
Baguera
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1405
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.