Poemas -> Esperança : 

Poema ao destino...

 
Vou pintar de verde o meu destino,
Na esperança que um dia ele entoe um hino,
Não um hino qualquer,
Um hino de vitória,
Um hino de alegria,
Por um amor que não naufragou,
Por uma amizade que não acabou.
Porque me encheu de esperanças,
Como um sorriso, uma palavra, um abraço amigo,
Porque me derrubou sonhos,
Como o mar encapelado,
Que empurra o barquinho que vai sem rumo;
Porque com os sonhos derrubados,
Prossegui, aprendi e talvez venci;
Porque as amizades que terminaram,
Já não voltam como em tempos,
Se é que voltam;
Porque por trás de tudo o que sou, existirá sempre o que fui;
Porque à frente virá o que poderei ser,
E o que serei;
Porque o destino brincou,
Com amores passados e esquecidos,
Com amores presentes e não sentidos;
Porque o destino foi o que escolhi,
Mal, bem quiçá?
Porque as opções que tomei,
Por certo foram as que mais me ensinaram,
Pois as outras não vivi;
Porque além daquilo que sinto, ou finjo sentir,
Haverá o que eu gostaria de sentir,
De descobrir.
Porque não sei o que sou,
Ou porque o sei e mais ninguém sabe.
Porque o destino, já não é o q foi, é o que virá,
E virá pintado de verde...

17-01-99


Diana Gomes

 
Autor
DianaGomes
 
Texto
Data
Leituras
2273
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
jessébarbosadeolivei
Publicado: 26/09/2008 16:05  Atualizado: 26/09/2008 16:05
Da casa!
Usuário desde: 14/09/2008
Localidade: SALVADOR, Bahia ---- BRASIL
Mensagens: 368
 Re: Poema ao destino...
ESTE POEMA, PARA MIM,
PINTA A VIDA COMO UM FLUXO
DE CONTÍNUA APRENDIZAGEM.
SUA POÉTICA SEMPRE OSTENTA
UMA CROMÁTICA DE OTIMISMO
EM RELAÇÃO Á VIDA,
AO MENOS, OS QUE LI.