Poemas -> Tristeza : 

AUSÊNCIA

 
Tags:  A DOR SE DEITA EM MIM  
 
AUSÊNCIA



Dirige-se velhaca em minha direção
A verdadeira semântica da sombra da tristeza:
Pesa-me, sobre o baluarte da mente e do coração,
O medo de ser tragado pelo oceano da rarefação
Da alegria; de não tê-la novamente
Como a minha eterna genética mansão.


Ela sobrepuja a porta:
Não pede licença,
A campainha não toca;
Antes galga as escadas,
Que a conduzem á minha alcova incauta.
De repente, pego-me a contemplá-la:
Contemplando-a entrar imperiosa, autocrata,
A apoderar-se do cômodo, da casa, de minha cética alma,
A partir de então, lacrimejosa, aluvião de lágrimas,
Pelas ruínas da felicidade, soterrada!



Por isso, depois de ponderar muito,
Delibero:
Mergulho até as profundezas do ostracismo:
Lá fixo residência nas casamatas do silêncio
E, por tempo indeterminado,
Ainda hiberno sem esperanças
De que um dia outra vez eu seja ativo.

JESSÉ BARBOSA DE OLIVEIRA


SOU NATURAL DA CIDADE DO SALVADOR, BAHIA. NASCI EM JUNHO DE 1982.
NA VERDADE, SOU UM MENTECAPTO QUE TROPEGA PELAS
ALAMEDAS DA POESIA.
http://twitter.com/jessebarbosa27
http://www.myspace.com/nirvanapoetico
http://poetadorjesse.zip.net/
http://si...

 
Autor
jessébarbosadeolivei
 
Texto
Data
Leituras
1876
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
21 pontos
13
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
MariaSousa
Publicado: 25/10/2008 12:54  Atualizado: 25/10/2008 12:54
Membro de honra
Usuário desde: 03/03/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 4038
 Re: AUSÊNCIA
Bom poema!

Bjs

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 25/10/2008 13:01  Atualizado: 25/10/2008 13:01
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 10301
 Re: AUSÊNCIA
"Por isso, depois de ponderar muito,
Delibero:
Mergulho até as profundezas do ostracismo:
Lá fixo residência nas casamatas do silêncio
E, por tempo indeterminado,
Ainda hiberno sem esperanças
De que um dia outra vez eu seja ativo."

Não sei comentar os seus poemas sem me repetir. Este tocou-me muito particularmente. É como se eu lhe visse a dor por um microscópio.
Abraço. Elejo este poema como favorito.
Vóny Ferreira

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 25/10/2008 13:07  Atualizado: 25/10/2008 13:07
 Re: AUSÊNCIA
Cara, não sei muito o que dizer, mas mesmo em situações "de Ausência", é bom "ponderar"
Teus poemas sempre me dão um nó na cabeça, mas ao meu modo, fico a refletir sobre eles, e gosto muito.
Ao final das contas, é isso o que importa!
Abraço

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 25/10/2008 13:17  Atualizado: 25/10/2008 16:43
 Re: AUSÊNCIA
Olá Josébarbosa.

Parabéns

Um abraço

Ulysses

Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 25/10/2008 13:29  Atualizado: 25/10/2008 13:29
Membro de honra
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 11253
 Re: AUSÊNCIA
Muito bom este poema, uma visão minuciosa da dor da ausência.

Beijos

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 25/10/2008 14:08  Atualizado: 25/10/2008 14:08
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14852
 Re: AUSÊNCIA p/ essébarbosadeolivei
Caro poeta

A ausência é sempre complicada
de uma forma ou de outra, mas o
importante de tudo é ter atitude
e voltar a ser ativo...Muito bom!

beijinhos no coração

Enviado por Tópico
Frederico Rego Jr
Publicado: 25/10/2008 17:24  Atualizado: 25/10/2008 17:24
Membro de honra
Usuário desde: 15/01/2008
Localidade: Rio de Janeiro
Mensagens: 348
 Re: AUSÊNCIA
É uma ausência e tanto! Espero que não seja a ruína de quem a sentir...Boa poesia amigo Jessé .

Enviado por Tópico
Alberto da fonseca
Publicado: 25/10/2008 17:43  Atualizado: 25/10/2008 17:43
Membro de honra
Usuário desde: 01/12/2007
Localidade: Natural de Sacavém,residente em Les Vans sul da Ardéche França
Mensagens: 7073
 Re: AUSÊNCIA
A ausência é sempre dolorosa.
Mas sempre se consegue pouco a pouco preencher esse vazio.
Excelente poema.
Abraço amigo e tenha um bom fim de semana
José Barbosa

A. da fonseca

Enviado por Tópico
GlóriaSalles
Publicado: 25/10/2008 20:39  Atualizado: 25/10/2008 20:39
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2008
Localidade: Flórida Pta-SP
Mensagens: 2514
 Re: AUSÊNCIA
Sabe Jessé, de ficar no ostracismo eu entendo...
e nem sempre é um castigo viu.
Lá nos (re) encontramos, nos (re) conhecemos.
E quando voltamos, estamos mais centrados.
Belo poema, faz pensar...

Meu carinho Arquiteto.
Open in new window

Enviado por Tópico
FatinhaMussato
Publicado: 28/10/2008 11:50  Atualizado: 28/10/2008 11:50
Colaborador
Usuário desde: 17/11/2007
Localidade: Jales (SP / BR)
Mensagens: 2051
 Re: AUSÊNCIA p/ jessébarbosadeolivei
Jessé,

A ausência e a tristeza são duas irmãs gêmeas que se comportam de forma interessante...
Invadem a vida da gente sem pedir permissão e se fixam em nosso viver, a menos que nós, num supremo esforço as expulsemos de nosso coração!

Beijinho carinhoso,

Fatinha.

Enviado por Tópico
Ravendra
Publicado: 28/10/2008 15:55  Atualizado: 28/10/2008 15:55
Muito Participativo
Usuário desde: 28/10/2008
Localidade: Rio de Janeiro
Mensagens: 79
 Re: AUSÊNCIA
Cada vez mais me convenço de que aquele que escreve o faz tão somente como um refluxo, como uma taça que transborda...para exprimir o sentimento faz-se necessário senti-lo. Você é assim, Jessé. Que bom.
Grande abraço,

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 23/11/2008 23:19  Atualizado: 04/12/2008 17:14
 Re: AUSÊNCIA
AMIGO JESSÉ:
Foste buscar a ausência onde só
os verdadeiros poetas conseguem ir.
E destruchá-la e desafiá-la.
Muito triste é claro, mas é chorando
e sofrendo que tiramos nossas melhores
liçôes.
Não é preciso dizer que ficou belo
demais este teu desabafo.
O importante é que viajas em pensamento
e teu cérebro ainda funciona antevendo
os passos de outros.




Abração.
REGE
OBS: não pensas em reaver tua decisão?!

Enviado por Tópico
Zélia
Publicado: 29/11/2008 15:45  Atualizado: 29/11/2008 15:45
Novo Membro
Usuário desde: 28/09/2008
Localidade:
Mensagens: 5
 Re: AUSÊNCIA
Ausencia

Gostei de ler .... muito sentido do coração.
Um abraço