https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Reflexão : 

INTERROGAÇÃO DO DIA

 
Distante de tudo
Sinto-me um simples pesquisador
de ódios seduzidos pelas distâncias
do homem neste pequeno espaço
onde todos temos que estar:
interrogo-me se já não esgotamos o amor.
O sentimento parece não ser capaz
de alegrar a almas dos poetas.
Nas veias deixou de correr o sangue
quente que devia aquecer o coração
resfria a garganta tornando asparas as palavras
que trazem a morte ao ouvido.

Quem ainda sente nestes lados
apenas suspeita de uma outra vontade
iluminada pelos olhos da saudade
onde passeiam gaivotas à beira mar

Aqui partiu a luz do dia:
só a noite trouxe este poema
a recordar a memória de um amor
que eu pensei que existia.


Jorge Oliveira

VISITE E COMENTE O MEU BLOG

Mais poemas em:


http://afacedossentidos.blogspot.com/

 
Autor
quidam
Autor
 
Texto
Data
Leituras
708
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
16 pontos
16
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 29/10/2008 22:03  Atualizado: 29/10/2008 22:03
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 12082
 Re: INTERROGAÇÃO DO DIA
Poema triste muito bom.

Quem ainda sente nestes lados
apenas suspeita de uma outra vontade
iluminada pelos olhos da saudade
onde passeiam gaivotas à beira mar

Beijos




Enviado por Tópico
Liliana Jardim
Publicado: 29/10/2008 22:08  Atualizado: 29/10/2008 22:08
Luso de Ouro
Usuário desde: 08/10/2007
Localidade: Caniço-Madeira
Mensagens: 4528
 Re: INTERROGAÇÃO DO DIA
Claro que existe o amor, na alma dos poetas, mas é preciso deixar passar a tempestade...para que ele reapareca em todos nós, de onde nunca deve sair...

Beijinhos


Enviado por Tópico
Gothicum
Publicado: 29/10/2008 22:34  Atualizado: 29/10/2008 22:34
Da casa!
Usuário desde: 21/09/2008
Localidade: Galáxia de Andrômeda
Mensagens: 427
 Re: INTERROGAÇÃO DO DIA
Foi a primeira vez, penso eu, que li teus escritos, mas uma coisa é certa acertei em cheio. Está fantástico.


Enviado por Tópico
LuisaMargaridaRap
Publicado: 29/10/2008 22:41  Atualizado: 29/10/2008 22:41
Colaborador
Usuário desde: 19/08/2008
Localidade: Portalegre - Alentejo
Mensagens: 1512
 Re: INTERROGAÇÃO DO DIA
Poema mt triste , mas muito belo por outro lado
Parabéns,

beijinhos
Luisa


Enviado por Tópico
deep felling
Publicado: 30/10/2008 22:05  Atualizado: 30/10/2008 22:05
Super Participativo
Usuário desde: 04/02/2008
Localidade: odivelas
Mensagens: 143
 Re: INTERROGAÇÃO DO DIA
que extraodinário poema.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 30/10/2008 22:27  Atualizado: 30/10/2008 22:28
 Re: INTERROGAÇÃO DO DIA
distante, mas o teu imaginário de poeta certamente não caminhava sobre palavras vãs. retornar e encontrar um ambiente de discórdias, falta de educação e de respeito entre poetas, os mesmos que defendem e proclamam a boa escrita, a poesia. é constatar um quadro atordoante, triste. a tua "interrogação do dia", que bem escrita, e postada em tempo, é providencial. meus cumprimentos Guidam.
e meu abraço fraterno Poeta.
Silveira


Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 01/11/2008 14:01  Atualizado: 01/11/2008 14:01
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5064
 Re: INTERROGAÇÃO DO DIA
Quidam,

Não tinha lido nada seu, pelo menos que recorde. E agora deparo com dois poemas seguidos de invulgar qualidade.
Este, então, é um hino ao amor, que por vezes parece ficar um pouco arredio do ser humano, na generalidade.
É um excelente poema.


Um abraço