Poemas : 

Não me viste

 
Chegas-te e olhas-te para mim,
não viste que me brotavam penas pelas costas, não viste como eram alvas, brancas, a ausencia de cor...
não viste que me escorriam lágrimas, brancas também, mas não sei se brancas de açucar, se brancas de sal...
não viste a palpitação no meu peito, fervilhava vermelho por dentro, mas por fora, gelava branco...
não viste o meu sorriso, mostrava-te os dentes brancos, mordisquei a língua, sensual, mas não viste...
não viste a luz que emanava de mim, o desejo, o medo, a minha alma, alva...
chegas-te e olhas-te para mim,
mas não me viste...


MF

 
Autor
Margarida Faísca
 
Texto
Data
Leituras
791
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.