https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Os sonhos são maravilhas

 
Os sonhos são maravilhas
São lindas ilhas, repletas de loucuras
São aventuras p’lo insistente
Onde ninguém ficará carente

Sonhos são magia indesvendável
È embarcar numa viagem imparável
È fechar os olhos, e sorrir de fantasia
Fazendo escala a alma, em plena alegria

Sonhos são sonhos, não pesadelos
Sonhos é querer vivê-los ou revivê-los
De pesadelos, não quero ouvir falar
È tão bom quando posso sonhar

Nem me dou conta de brotar um sorriso
Que em sonhos, te vai acarinhar
E nada mais vai ser preciso
Se este verso teus lindos olhos alcançar

 
Autor
JoseMonteiro
 
Texto
Data
Leituras
1020
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
6
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
mim
Publicado: 11/12/2008 19:20  Atualizado: 11/12/2008 19:20
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2008
Localidade:
Mensagens: 2859
 Re: Os sonhos são maravilhas
O sonho comanda a vida,
faço votos que estes belos versos voem
até esses lindos olhos.
Beijos doces


Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 11/12/2008 19:57  Atualizado: 11/12/2008 19:57
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 12098
 Re: Os sonhos são maravilhas
um poema de sonho...
Os sonhos são parte da nossa vida, devemos sempre seguir os sonhos e afastar os pesadelos.
Gostei muito mesmo, vou leva-lo comigo.

Beijos


Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 11/12/2008 23:09  Atualizado: 11/12/2008 23:09
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5064
 Re: Os sonhos são maravilhas
Seu lindo poema é um pleno acto de amor.

Gostei imenso.

Um abraço

Enviado por Tópico
Gothicum
Publicado: 11/12/2008 23:09  Atualizado: 11/12/2008 23:09
Da casa!
Usuário desde: 21/09/2008
Localidade: Galáxia de Andrômeda
Mensagens: 427
 Re: Os sonhos são maravilhas
"O poema é feito de palavras necessárias e insubstituíveis."
(Octavio Paz)

...como as suas neste poema. Abraços.