https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Em asas d'oiro e prata

 
Voando em asas d’oiro puro
Pairando em águas de prata genuínas,
Calando o quebrante murmuro que tanto ouvi
Levanto outro tanto de que tanto me iludi.

Profecia a popular que me avisou o quanto
Necessário mais não seria, mas precisava pois eu
Dum desencanto que tardou e não chegou
Senão quando já em pratas e doirados o desejo me afundou.

Princesas vi que de pobreza debroados vestiam
Não era sua condição de bolsa que contava
Mas seu leito de nascença, não olhando a quanto,
Fazia seu jazido e protegia quem sepultava.

Mas em tempos não medievais que fazei os que de pobreza caiem.
Pobrezas diferem em tempos até,
Quedas dos marfins e ouros são a quem supultam,
Sem cuidados nem fé.

Subindo nesse voo de asas futeis de tão preciosas
Alturas belas, maravilhosas as de um pássaro não puro
Vivi graciosos momentos em vistas tão perigosas
Que de traiçoeiras me amarraram em suas teias.

Não, nunca medo tive. Vertigens ignoradas
Preferi calar o vaco, dar voz ao mundo de brilhos
Que me chamava. Não, nunca chantagens elaboradas
Só um olhar demasiado perfeito e danças quanto basta de enamoradas.

É engano a beleza do que embala um sonho errante
É um perigo com laço cor de rosa e doirados que deita baixo
E tão grande é a queda do pássaro que voa demasiado alto na sua pureza
Como no que voa baixo em seus doirados e dureza.



[]_[]_[]_[].....[]_[]_[]_[]
\======/ ..... \======/
[====]======[====]
[====][]_[ ]_[][====]
[====]======[====]
[====]======[====]
[====]==ï““ï==[====]
...

 
Autor
Cinderela
Autor
 
Texto
Data
Leituras
942
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
8
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Alexis
Publicado: 21/12/2008 20:35  Atualizado: 21/12/2008 20:35
Colaborador
Usuário desde: 29/10/2008
Localidade: guimarães
Mensagens: 7238
 Re: Em asas d'oiro e prata
"E tão grande é a queda do pássaro que voa demasiado alto na sua pureza
Como no que voa baixo em seus doirados e dureza."

...prefiro voar e cair de que ficar pregada ao chão eternamente,mas claro que tenho já uma colecção de cicatrizes das quedas ...que a vida nos inspire a todos e nos dê coragem e capacidade de voltar a levantar voo,sempre!...mil sementes de novos sonhos para ti!


Enviado por Tópico
Nini
Publicado: 21/12/2008 20:45  Atualizado: 21/12/2008 20:45
Super Participativo
Usuário desde: 13/01/2008
Localidade: Lisboa
Mensagens: 190
 Re: Em asas d'oiro e prata
Apesar do engano da beleza que embala um sonho errante, nunca desista de perseguir os sonhos.
Bj


Enviado por Tópico
quidam
Publicado: 21/12/2008 22:12  Atualizado: 21/12/2008 22:13
Colaborador
Usuário desde: 29/12/2006
Localidade: PORTIMÃO
Mensagens: 1354
 Re: Em asas d'oiro e prata
«É engano a beleza do que embala um sonho errante»

É verdade, mas eu prefiro ser enganado pela beleza de um sonho errante do que pela beleza da realidade que se supõe verdadeira e que acaba errante...
Poema muito sentido. Parabens!


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/12/2008 01:45  Atualizado: 22/12/2008 01:45
 Re: Em asas d'oiro e prata
Que viagem!
Imagens e relações históricas fantásticas
Gostei muito!
parabéns
Abraço