https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Fantasia : 

Nem todo sonho é bom

 
Tags:  sonho    prazer    emoção  
 
Teu sexo em minhas mãos
Doce instante de prazer
Chupo, mordisco, grito de emoção
Nas doces horas de lazer

Sou como um vulcão
Prestes a explodir, em erupção
No vai e vem, vontade louca
Jorrar líquido viscoso em sua boca

Juntos entrelaçados
Num instante mágico do viver
Corpos suados
Gemem, gritam de prazer

Pele arrepiada
Percorrida com a boca gulosa
Cada instante, uma parada
Chora, geme, toda dengosa

Corpos arfando, gozando
Num momento triunfal
Boca apressada sugando
A seiva ... Sexo animal

Suando, gritando, acordo pelado
No rosto uma careta
Tudo não passou de sonho safado
Que coisa mais ranheta

Scenes of the life

Juraci Rocha da Silva - Copyright (c) 2005 All Rights Reserved

 
Autor
Juraci Rocha Silva
 
Texto
Data
Leituras
914
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Esther
Publicado: 22/12/2008 14:25  Atualizado: 22/12/2008 14:25
Da casa!
Usuário desde: 17/12/2008
Localidade: Recife- PE- Brasil
Mensagens: 346
 Re: Nem todo sonho é bom
É preciso saber poetar,e, ter sensibilidade para falar de sexo e transformá-lo em erotismo - acho lindo e poético-, no entanto, se não formos dotados desta sensibilidade poética, nos arriscamos a sermos grosseiros! A poesia erótica, é comparada ao corpo de mulher, coberto por transparência - mais excitante,do que o NU - aos impacientes,arrisco-me a exortar:É de bom-gosto, saber usar bem o tempo,hora e lugar... para tudo!

FELIZ NATAL!
Esther.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/12/2008 21:58  Atualizado: 22/12/2008 21:58
 Re: Nem todo sonho é bom
Vida

Choveu! E logo da terra humosa
Irrompe o campo das liliáceas.
Foi bem fecunda, a estação pluviosa!
Que vigor no campo das liliáceas!

Calquem. Recalquem, não o afogam.
Deixem. Não calquem. Que tudo invadam.
Não as extinguem. Porque as degradam?
Para que as calcam? Não as afogam.

Olhem o fogo que anda na serra.
É a queimada... Que lumaréu!
Podem calcá-lo, deitar-lhe terra,
Que não apagam o lumaréu.

Deixem! Não calquem! Deixem arder.
Se aqui o pisam, rebenta além.
- E se arde tudo? - Isso que tem?
Deitam-lhe fogo, é para arder...



Camilo Pessanha
Clepsidra
e outros poemas
Colecção Poesia
Edições Ática
1973



Este comentário é simplesmente a minha oferta de Natal.

Beijos

Feliz Natal

Enviado por Tópico
JoseMonteiro
Publicado: 21/01/2009 14:42  Atualizado: 21/01/2009 14:42
Super Participativo
Usuário desde: 21/11/2008
Localidade:
Mensagens: 115
 Re: Nem todo sonho é bom
Mas é bom sonhar assim.

uma leitura diferente mas com vida gostei

comprimentos