https://www.poetris.com/
 
Textos -> Crítica : 

Pouco modesto, muito humilde.

 
Tags:  pensamento    destino    humildade    virtude    modestia  
 
Não há ninguém maior do que aquele que aceita que lhe indiquem os seus erros, aquele que aceita opinião alheia, aquele que sabe ouvir um conselho, aquele que gostando ou não sabe respeitá-lo. Para mim, isso sim é ser GRANDE. Não sou bom só porque me louvam, não sou mau só porque me desprezam. Eu sou o que sou, e nada do que possam dizer de mim, mudará a minha imagem perante aqueles que me amam realmente. Ter orgulho no que sou não é propriamente ser convencido, é ter ego em mim e dar valor a tudo o que já vivi e tudo o que fiz até hoje. É olhar para traz e poder dizer: fui feliz! (e ainda o sou). Não sou nem quero ser mais do que ninguém. Não dou valor apenas aos bons momentos da vida, e a cada aplauso pela vitória vem-me á cabeça os assobios pela derrota. Os que nos rodeiam valorizam apenas a vitória, mas a minha maior vitória é saber que perdi uma batalha e dela saí mais culto para saber como ganhar a guerra.
Serei convencido por gostar de mim? Não... simplesmente Dou valor ao que faço, e mesmo que não faça coisas grandes, faço pequenas coisas com grandeza. Todas as pessoas coisas que conheço e conhecerei terão algo superior a mim e com isso aprendo sempre um bocadinho. Junto tudo isso e vou crescendo como pessoa! Não digo que nunca tenha sido a pior pessoa do mundo, não digo que nunca caí, mas dá-me vontade de encher o peito quando penso que sempre que caí me levantei e segui caminho!

São muitos os que me amam. São muitos os que me odeiam. A todos vós agradeço por não me deixarem cair em desuso...


Convido-vos a visitar o meu blogue pessoal, e agradeço também que sejam críticos e construtivos. Obrigado

 
Autor
bjffmatos
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1577
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
9 pontos
9
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/12/2008 23:30  Atualizado: 22/12/2008 23:30
 Re: Pouco modesto, muito humilde.
O poeta chorava...

O poeta chorava
o poeta buscava-se todo
o poeta andava de pensão em pensão
comia mal tinha diarreias extenuantes
nelas buscava Uma estrela talvez a salvação?
O poeta era sinceríssimo
honesto
total
raras vezes tomava o eléctrico
em podendo
voltava
não podendo
ver-se-ia
tudo mais ou menos
a cair de vergonha
mais ou menos
como os ladrões



E agora o poeta começou por rir
rir de vós ó manutensores
da afanosa ordem capitalista
comprou jornais foi para casa leu tudo
quando chegou à página dos anúncios
o poeta teve um vómito que lhe estragou
as únicas que ainda tinha
e pôs-se a rir do logro é um tanto sinistro
mas é inevitável é um bem é uma dádiva



Tirai-lhe agora os poemas que ele próprio despreza
negai-lhe o amor que ele mesmo abandona
caçai-o entre a multidão
crucificai-o de novo mas com mais requinte.
Subsistirá. É pior do que isso.
Prendei-o. Viverá de tal forma
que as próprias grades farão causa com ele.
E matá-lo não é solução.
O poeta
O Poeta
O POETA DESTROI-VOS



Mário Cesariny
nobilíssima visão
Colecção Poesia e Verdade
Guimarães & C.ª Editores
1976




Este comentário é simplesmente a minha oferta de Natal.

Beijos

Feliz Natal


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/12/2008 23:41  Atualizado: 22/12/2008 23:41
 Re: Pouco modesto, muito humilde.
Este texto está simplesmente fantástico. Bem escrito e cheio de profundas verdades, que são certezas para o seu autor.
Saiba que para mim também, e senti cada palavra do seu texto como minha.
Um abraço


Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 22/12/2008 23:48  Atualizado: 22/12/2008 23:48
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: Pouco modesto, muito humilde.
Que belíssimo texto!!!!!!!!!!
Parabéns!
Se cada um de nós meditasse e saboreasse o verdadeiro significado de cada palavra talvez saísse daqui um pouco mais enriquecido.
O EGO de alguns incha mas acaba por desinchar quando se têm que render às evidências.
Um feliz Natal para si!
Vóny Ferreira


Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 23/12/2008 00:04  Atualizado: 23/12/2008 00:04
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5064
 Re: Pouco modesto, muito humilde.
Este texto é excepcional!

Há saber ser humilde, há que saber dar a mão à palmatória.

Cair, erguer...e seguir em frente!

Minhas sinceras felicitações.
Um abraço


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 23/12/2008 01:27  Atualizado: 23/12/2008 01:27
 Re: Pouco modesto, muito humilde.
Aplausos!
Texto bem escrito, equilibrado, sábio.Excelente para autocrítica.
Bjins, Betha.