https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Desilusão : 

Lua de fel

 
A vertigem

suspende

o grito,

tempo

em movimento


como são escassos os nossos momentos


Viagem

paragem

avanço e recuo

numa voragem de nós


estamos presos a um passado por desevendar


as mãos dadas foram só nossas?


Eu que mantenho as minhas nas tuas


desde o primeiro

beijo

sussurrado,

em murmúrio

soprado,

mesmo quando não estás

e desapareces

para amores antigos

que tentas

esconder

de ti.


E de mim.


Apenas te digo

que te aguardo

com as promessas que fizemos.


Apenas te digo:

nestas férias de mar,

os teus passos

caminharão

lado a lado com os meus.

As nossas mãos

dadas

em alianças

inquebráveis.

O meu peito cheio de ti.

E tu tão distante.


Podes esquecer amores que não tive?

Não consegues ver

que estes reflexos

existem só por ti?


Serei o Sol

que te faz brilhar,

meu único reflexo lunar

feito de mim.


Luna

 
Autor
luna1
Autor
 
Texto
Data
Leituras
878
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
SofiaDuarte
Publicado: 10/02/2009 11:46  Atualizado: 10/02/2009 11:46
Da casa!
Usuário desde: 19/12/2008
Localidade: Portugal
Mensagens: 338
 Re: Lua de fel
Palavras sentidas, uma lua de fel digna de ser lida...

Beijos,
Sofia Duarte