https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Assaltante de poesia

 
Ando por ai assaltando tudo que é inspiração
tudo que me traz a vontade de escrever
tudo que me deixa na secura, tudo de imaginação
poesia me encanta muito, me faz sentir prazer.

Olho tudo ao meu lado, faço comparação
faço rimas, crio metáforas, sou poeta pode crer
poeta menor, desconhecido lúrido a grande nação
fantasiado de um ser que não sou eu, outro ser.

Sou ladrão, marginal, assaltante da poesia
roubo os versos desta vida dura e crua
assalto palavras populares e até heresia.

Heresias mortas, vivas, heresias porcas, heresias
palavras doces, calma também tem na rua
assalto todas as imaginações que levam a poesia.

 
Autor
JANIOLIMA
Autor
 
Texto
Data
Leituras
745
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 26/02/2009 16:00  Atualizado: 26/02/2009 16:00
 Re: Assaltante de poesia
Bom !
Toda a poesia é furtada à existência.
"Ladrão que rouba a ladrão tem cem anos de perdão"

Enviado por Tópico
AntóniodosSantos
Publicado: 12/06/2009 21:40  Atualizado: 12/06/2009 21:40
Colaborador
Usuário desde: 10/12/2008
Localidade: Lisboa
Mensagens: 1005
 Re: Assaltante de poesia
Por este assalto... até merece ser elogiado...

Porém procure fazer poesia sem ter que assalter nada nem ninguèm... o autor tem veia poética... não precisa de assalter ninguém...

A.S.