https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Mentira suprema

 
Penso...
repenso o tema,
entro no dilema...
escrevo... o poema...
Sinto o calor,
arribar ao pulso...
... e num impulso,
o jacto de tinta, reprime o papel,
e devagar, escrevo,
simulando emoções,
que os poetas inventam,
e feito de repetições
o poema está feito...
E o tema pensado,
virado dilema...
é invariavelmente uma quimera,
és invariavelmente tu...
és quase sempre tu...
...tu, mentira suprema!


Octávio da Cunha

 
Autor
OctáviodaCunha
 
Texto
Data
Leituras
789
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
11 pontos
3
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Vera Sousa
Publicado: 04/03/2009 10:34  Atualizado: 04/03/2009 10:34
Membro de honra
Usuário desde: 04/10/2006
Localidade: Amadora
Mensagens: 4100
 Re: Mentira suprema
O poeta é um fingidor
Descreveste muito bem no poema o que tantas vezes se sente a escrever, aquele impulso, o simular das emoções...
Gostei imenso!

Beijo grande

Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 04/03/2009 13:20  Atualizado: 04/03/2009 13:20
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 12082
 Re: Mentira suprema
O poeta que veste as palavras para lhes dar vida...
Excelente poema.

Beijos

Enviado por Tópico
sisnando
Publicado: 16/03/2009 21:33  Atualizado: 16/03/2009 21:33
Colaborador
Usuário desde: 21/10/2008
Localidade: Fafe
Mensagens: 589
 Re: Mentira suprema
O poeta è um fingidor, dizem uns! Ou um manipulador, dizem outros!
Abraço