https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Poema Solto

 
Solto a mão dando-lhe a liberdade de transcrever o que sinto,
Não censurando os seus movimentos e pensamentos
Ficando à espera de ler o que na verdade ela escreve
Sem eu lhe ditar regras ou medidas para as frases

O papel parece estar serenamente alegre por assim ser
E ansiosamente espera ser pintado com emoções,
Sensações, razões puras e libertas de códigos
Estipulados e não sentidos e alegra-se

A mão começa a mover-se, delicadamente,
Como quem beija uma flor e transparece
Nas quadras refrão ou estribilho
O que eu não sei escrever com esse brilho

No final leio um poema sincero e sentido,
Onde aparecem as cores das palavras,
O som das sílabas, das entoações,
E conformo-me com a ideia
De que por vezes
Deveríamos deixar a mão
Escrever livremente
O que se sente na mente

 
Autor
delfimpeixoto
 
Texto
Data
Leituras
873
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
2
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Vera Sousa
Publicado: 26/03/2009 14:10  Atualizado: 26/03/2009 14:10
Membro de honra
Usuário desde: 04/10/2006
Localidade: Amadora
Mensagens: 4100
 Re: Poema Solto
E essa mão que se move faz belos poemas!

Beijo

Enviado por Tópico
angelaladeiro
Publicado: 03/04/2009 20:30  Atualizado: 03/04/2009 20:30
Participativo
Usuário desde: 17/02/2009
Localidade: Lisboa
Mensagens: 13
 Re: Poema Solto
As palavras coloridas, transmitem sensações. A sua liberdade não pode ser travada.