https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Droga : 

A morte não tarda...

 
São as sombras que se arrastam na noite escura...
A vida que não se vive
Enquanto a dos outros adormece...

São as almas sem rumo
Que se passeiam pelo infinito
Do deserto das suas vidas... perdidas...

Fruto das escolhas malditas!...

Mais uma noite
Mais uma penitência
Mais um festejo de dor... sem amor...

E lá vou eu pela rua
Absorto... meio morto...
Vou de encontro a abismos... esquecidos...

Acho que me perdi no caminho
Não sei o que faço aqui...
Só sei que me perdi... de mim...

Avisto a morte ali ao fundo
A única certeza que me resta
Desta vida que não tenho

Perdi tudo... tudo...
Fiquei sem nada...um farrapo de gente
E ela não tarda...


*... vivo na renovação dos sentidos, junto da antiguidade das lembranças, em frente das emoções...»

Impulsos

coisa pouca

 
Autor
cleo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1519
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
6
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Carla Costeira
Publicado: 19/05/2007 00:26  Atualizado: 19/05/2007 00:26
Colaborador
Usuário desde: 16/02/2007
Localidade: Sintra
Mensagens: 918
 Re: A morte não tarda...
O poema além de lindo, também nos fala de algo muito real, a morte está mesmo ali, à espreita numa esquina qualquer, à espera que chegue a sua hora de actuar.
Bjs

Enviado por Tópico
Mel de Carvalho
Publicado: 19/05/2007 00:37  Atualizado: 19/05/2007 00:37
Colaborador
Usuário desde: 03/03/2007
Localidade: Lisboa/Peniche
Mensagens: 1562
 Re: A morte não tarda...
Não, querida Cleo, a morte é o que tens de mais certo desde que exalas o primeiro suspiro de vida.

Mas eu quero-te cá milhões de anos minha amiga.

Bjs da e de Mel

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 19/05/2007 02:16  Atualizado: 19/05/2007 02:16
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14956
 Re: A morte não tarda...p/ cleo
Querida Cleo

A morte é certa isso é verdade por mais que queiramos não pensar não tem como, pois é a única certeza que temos nesta vida para alguns chega cedo para outros mais tarde, mas sempre chega...
Esperemos que vivamos muitos e muitos anos não é mesmo amiga...Gostei muito do poema

Beijinhos no coração

Enviado por Tópico
juvepp
Publicado: 19/05/2007 15:21  Atualizado: 19/05/2007 15:21
Colaborador
Usuário desde: 13/04/2007
Localidade: Machico - Madeira
Mensagens: 547
 Re: A morte não tarda...
O sujeito poético faz uma análise da sua vida, do que é o seu horizonte de vida: "a morte" mesmo "ali". è um poema muito realista e de vidas, de "almas sem rumo" perdidas nos seus rumos, destinos desencontrados da vida. Parabéns. Beijinhos.

Enviado por Tópico
goretidias
Publicado: 19/05/2007 19:18  Atualizado: 19/05/2007 19:18
Colaborador
Usuário desde: 08/04/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 1237
 Re: A morte não tarda...
Um "eu" poético atormentado fazendo um exercício introspectivo fenomenal!
Um abraço

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 10/06/2007 21:24  Atualizado: 10/06/2007 21:24
 Re: A morte não tarda...
A droga por mais que não queiramos, vai nos corroendo todo o nosso corpo, não vai restar nada de nós após o início desse mau caminho na Vida.
Não é só a nossa Vida que se vai perdendo, mas sim de toda a família a quem pertencemos, pois tudo isso afecta aquele núcleo de ver alguém entrar num mundo à parte, recheado de miséria, de alucinações e que não nos dá salvação à dor de todo sentida por quem consome essas substâncias maioriatariamente químicas agaurdando que a morte lhe dê o passo final.