https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

A poesia que brota

 
Os teus beijos

Amor meu

Me beija

Te beijo

E daqui não sai

Nem a idade lhe dá mais ênfase

Vem e parece que vai

Agrada ao comentador de base

E fica de pedra e cal

Ainda que deixando alguns mal

Por não se igualarem em leituras

Com muito melhores partituras

É a poesia que brota e cresce

Entre as poetas do luso

A mais aclamada até por mestres

Do lado de lá e de cá do fuso

 
Autor
sofiaplatónica
 
Texto
Data
Leituras
677
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Henricabilio
Publicado: 12/04/2009 10:09  Atualizado: 12/04/2009 10:09
Colaborador
Usuário desde: 02/04/2009
Localidade: Caldas da Rainha - Portugal
Mensagens: 6963
 Re: A poesia que brota
A poesia brota, brota / - seja feliz o seu uso. / Pois se a conclusão fosse outra, / acabaria con_fuso. (rss...). **PaZcoa** Feliz! Um abraçooo! Abíl!o