https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

A torto e a direito

 
Declara-lhe o seu amor

A direito e a torto

Enchendo-a de calor

Deixando-a no maior conforto

Diz-se da capital

A uma ponte da amada

Mas vive o sentir de Platão

Nunca se traindo pela palavra

Parece encarcerado

Impedido de consumar

Acto tão desejado

E ela em êxtase suspenso

Inspira-se a cada passo

Dedicando ao seu velho amado

Poesia e prosa em compasso

 
Autor
sofiaplatónica
 
Texto
Data
Leituras
603
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Maria Verde
Publicado: 04/04/2009 23:23  Atualizado: 04/04/2009 23:23
Colaborador
Usuário desde: 20/01/2008
Localidade: SP
Mensagens: 3544
 Re: A torto e a direito
Fantástico!
o pior é que quem engana não sabe se estava enganado! muito bom!
beijo

Maria verde