https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Sinos do silêncio...

 
Sinos do silêncio...

Os sinos batem
insistentes no chamado
Passos apressados
Outros nem tanto...

Moças bonitas
de olhos pintados
de lábios marcados...
Senhoras nem tanto.

Os sinos do campanário,
Os sinos de nossas horas
Será casório ?
Será batizado ?

Os sinos batem,
já ouço o chamado
Eu sinto o badalo
O peito nem tanto...

No som ecoado
Na mente o abalo
Um grito guardado
O adeus que foi dado..

Fim de tarde...
Fim de papo !




~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~



<br />Momentos insanos, quem não os tem ?
Momentos em que o melhor mesmo é escrever um poema,
com ele chorar, sorrir e depois voar...








Pitty
Semana que vem...
(esta é a canção)

 
Autor
Charlyane
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1059
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 13/09/2007 08:57  Atualizado: 13/09/2007 08:57
 Re: Sinos do silêncio...
NEM TODOS OS SINOS QUE REPICAM CHAMAM OS FIÉIS Á IGREJA, NEM CASAMENTO NEM BATIZADO, TALVEZ MAIS UMA ALMA QUE PARTIU, O REPICAR DOS SINOS NOS DEIXA INTRIGADOS, POR VEZES COM SAUDADE DE ALGUMA FESTA PASSADA, MAS AO ENTARDECER O SOAR DOS SINOS, QUANDO TOCADOS EM CORRILHÓES SUA MÚSICA NOS ANIMA E NOS DESPERTA, É O FIM DA TARDE SOMBRIA.