https://www.poetris.com/
Pablo Neruda : Os teus pés
em 24/02/2008 12:00:00 (16801 leituras)
Pablo Neruda

Quando não posso contemplar teu rosto,
contemplo os teus pés.

Teus pés de osso arqueado,
teus pequenos pés duros.

Eu sei que te sustentam
e que teu doce peso
sobre eles se ergue.

Tua cintura e teus seios,
a duplicada purpura
dos teus mamilos,
a caixa dos teus olhos
que há pouo levantaram voo,
a larga boca de fruta,
tua rubra cabeleira,
pequena torre minha.

Mas se amo os teus pés
é só porque andaram
sobre a terra e sobre
o vento e sobre a água,
até me encontrarem.

**************************************************


Imprimir este poema Enviar este poema a um amigo Salvar este poema como PDF
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 08/11/2014 20:29  Atualizado: 08/11/2014 20:29
 Re: Os teus pés
É bacana observar que apesar o mundo cada ia mais se mostrar indiferente, ainda existiu e talvez ainda deva existir pessoas que souberam amar e mostrar de forma bonita e sem reservas,como aqui nessas palavras tão doces e seguras.

Links patrocinados

Visite também...