Outros eventos - Artigos"> Outros eventos - Artigos">
Artigos > Eventos literários > Outros eventos > Evento: "Rimas e Cores"

Evento: "Rimas e Cores"

Publicado por Luso-Poemas em 28-May-2024 16:00 (1222 leituras)

.
Apresentação do evento:
Aproxima-se mais um dia da cultura lusófona (10 de junho) e não poderíamos deixar de o comemorar com um evento muito especial. Lembrámo-nos de unir as duas artes que, no Luso-Poemas, mais vezes se encontram e cruzam naturalmente, dando cor e profundidade ao nosso site – a pintura e a poesia.
Gostaríamos, portanto, que os nossos utilizadores se dedicassem a escrever um texto poético de tema livre, com apenas uma condição: que se inspirassem numa pintura que foi elaborada por uma das poetas mais conhecidas da nossa comunidade – Vania Lopez.
Muitos saberão que a Vania, para além de escritora, é também uma artista plástica muito talentosa (basta verem o vídeo de apresentação que está no seu perfil).
Este será o mote para este evento, que esperamos que seja do vosso agrado e que continue a manter o Luso-Poemas como o site de referência no espaço digital para a dinâmica da poesia em Língua Portuguesa.
O prémio... é muito, muito especial!

Fases/calendarização:
. Envio dos textos para o artigo – até 5 de junho de 2024
. Seleção do texto vencedor – 6 a 7 de junho de 2024
. Publicação de resultados – 10 de junho de 2024

Inscrição e divulgação dos textos:
. Para poder participar, basta estar inscrito no site Luso-Poemas.
. Os elementos da administração podem participar com os seus textos, mas não serão pontuados nem considerados na atribuição do prémio.
. Cada utilizador apenas poderá enviar um texto poético para participação no evento.
Nota: Apesar do título do evento incluir a palavra “rimas”, o texto poderá ser construído com versos soltos ou brancos e também serão permitidas prosas poéticas.
. Esse texto deverá inspirar-se na pintura reproduzida a seguir:
Open in new window

. Os textos deverão ser colocados como comentários a este artigo ("Evento: Rimas e Cores"), sem qualquer observação para além do texto poético a concurso.
. O texto de um utilizador não deverá ser comentado por outro utilizador durante o evento. Se alguém o fizer por distração ou por outro motivo, a administração deverá eliminar o comentário, para não influenciar a escolha.

Seleção do texto vencedor:
. O texto vencedor será escolhido por um júri composto por:
- Vania Lopez (lusopoeta, autora da pintura)
- António Souto (romancista e poeta)
- Paulo Gonçalves (romancista e poeta)

. Cabe a cada jurado votar nos seus poemas favoritos, de acordo com os seguintes critérios:
- Adequação ao Tema - A relação do poema com a pintura.
- Interpretação da Pintura - A forma como o poema interpreta a obra.
- Profundidade - A capacidade do poema de provocar reflexão e emoção.
- Expressividade - A clareza e a intensidade das emoções transmitidas.
- Originalidade - A criatividade e a novidade do tema e da abordagem.
- Relevância Cultural - A conexão com a cultura lusófona.
. A votação de cada critério é feita de 1 a 5. O somatório dos pontos de cada jurado definirá o vencedor.

Publicação de resultados e prémios:
. O utilizador cujo texto obtenha a pontuação mais alta receberá, como prémio, a tela pintada por Vania Lopez que serviu de inspiração a este evento.
. Para além disso, verá o seu poema publicado em local de destaque no site Luso-Poemas.
. Todos os participantes terão direito a certificado de participação, digitalizado e enviado por email.
. Todos os participantes serão convidados para estarem presentes numa tertúlia on-line dedicada expressamente a este evento.

Outros aspetos:
. Todas as situações não previstas neste regulamento serão analisadas caso a caso e decididas pelo Júri e pela Administração do Luso-Poemas.


Navegue pelos artigos
Artigo anterior Evento: “A Mulher e um Poema”
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Luso-Poemas
Publicado: 29/05/2024 10:40  Atualizado: 29/05/2024 10:40
Administrador
Usuário desde: 25/01/2006
Localidade:
Mensagens: 157
 Evento: "Rimas e Cores" p/ TODOS OS LUSOS
.
Caros amigos,
Recordamos que temos um novo evento.
Inspirem-se na pintura da Vania Lopez e partilhem connosco o vosso talento!
Vamos mostrar a todos que o Luso-Poemas está bem vivo!
Obrigado e um abraço da Administração para todos vós



Enviado por Tópico
AlexandreCosta
Publicado: 29/05/2024 12:32  Atualizado: 30/05/2024 15:49
Super Participativo
Usuário desde: 06/05/2024
Localidade: Braga
Mensagens: 152
 Re: Evento: "Rimas e Cores"
COMIGO NÃO SERÁS FELIZ


Pintas-me o olhar de olhos em flores,
Pintas-me dentro a voz clara, poética;
Da tela tão suave, a sinalética,
De quem fala de si, coisas d’amores…

E vejo de ti tão certa a cosmética,
Cortina de sombra, enclave d’horrores…
Haverá de se abrir em tantas cores,
Das flores, a paleta, à pura estética!

Não fosse o poeta, um caso confuso,
Prostrado ao fado, em versos iluso,
Talvez o olhar meu te fosse a matiz!

Mas reza a crua história que o luso,
Poeta das penas, de dores incluso,
Jamais te será um caso feliz!


28-05-2024

Enviado por Tópico
RicardoC
Publicado: 29/05/2024 14:39  Atualizado: 29/05/2024 14:41
Usuário desde: 29/01/2015
Localidade: Betim - Minas Gerais - Brasil
Mensagens: 4890
 Re: Evento: "Rimas e Cores"
FIGURA FEMININA

O preto sobre o branco: Silhueta
D’um rosto de mulher sem muitos traços;
Há flores nos cabelos; há embaraços
De pétalas e pelos na palheta.

Com tons de terra d’África ela poeta,
Salpicando de pontos os espaços.
Não há ali tristezas nem cansaços,
N’uma mensagem simples e direta.

Em perfil, se sugere algo ancestral,
Que dos sonhos irrompe qual memória
Perdida d’entre as sombras vãs da História.

Figura quase abstracta, por sinal.
Faz belo, a despeito dos desgostos,
Este rosto a caber todos os rostos.

Betim - 29 05 2024

Enviado por Tópico
idália
Publicado: 29/05/2024 17:29  Atualizado: 29/05/2024 17:29
Membro de honra
Usuário desde: 08/06/2023
Localidade:
Mensagens: 368
 Re: Evento: "Rimas e Cores"
.

"África minha"



Meu chão é terra vermelha,

eu sou ébano e bonita.

Dançam sombras, ao sol ardente,

abraços da terra quente,

minha savana infinita.




Se, ao invés da cor,

prevalecesse o amor,

Pai nosso

que estais nos céus,

se, ao menos, eu pudesse

ajudar todos os meus.




Meu cabelo é negro e livre,

cresce, bravio, como o vento.

Coberto de flores, cores, ornamentos,

refletindo a luz dourada

e

em traços finos,

um perfil de vida ritmada

ou o silêncio do tempo.




Pai nosso,

que estais nos céus,

Tu e eu somos iguais.

No chão vermelho, o sangue,

da caminhada exangue,

desde o passado ao presente,

se não nos aceitam os demais.




Meus olhos fechados fitam a lonjura,

atravessam a cintilante vastidão.

Tão largos nesta planura,

pinto sonhos,

histórias brilhantes,

na tela do meu coração.

Enviado por Tópico
Alemtagus
Publicado: 29/05/2024 17:33  Atualizado: 29/05/2024 17:33
Membro de honra
Usuário desde: 24/12/2006
Localidade: Montemor-o-Novo
Mensagens: 3146
 Re: Evento: "Rimas e Cores"
A pele chorava fundida nas cores da chibata
Rasgada por tão prepotente ódio do capataz
Quase presa a um corpo agrilhoado no muro
O riso intolerante deu voz à mão que a mata
Cicatrizada pelas lágrimas de seu filho rapaz
Ecoadas na parede suja daquele chão impuro

Essa nega fujona foi alguém e também gente
Foi o diabo e igual santa, mãe, mãe e mulher
Foi a vergonha escrava e escrava da vergonha
Nosso espelho onde a negação foi indiferente
Foi o diabo e igual santa, mãe, mãe e mulher
Pecadora nos olhos de uma crença enfadonha

O olhar cego a deixar que tanto amor entre
Na dor apertada do último abraço de um pai
Aquela partiu sem rumo da distante senzala
Embalada na liberdade que trazia no ventre
Sem saber para que mundo este mundo vai
Sem fingir a dor da memória que não se cala

Enviado por Tópico
Benjamin Pó
Publicado: 29/05/2024 23:50  Atualizado: 29/05/2024 23:51
Administrador
Usuário desde: 02/10/2021
Localidade:
Mensagens: 462
 Evento: "Rimas e Cores"
.
singular de língua

negra te beija
a margem branca
e a língua lírios
em espinhos

sob o sol
da savana
somos campina estendida
ao mar em vozes

seriam rendas
não fosse a sombra
que nos contorna
apesar do abraço da cor

Enviado por Tópico
LucianoSpagnol
Publicado: 30/05/2024 08:39  Atualizado: 30/05/2024 08:39
Membro de honra
Usuário desde: 17/08/2023
Localidade:
Mensagens: 270
 Re: Evento: "Rimas e Cores"
Coloração

tom do tom do amor
coloração da vida
do pôr do sol ao alvor
quanta acolhida
já o preto a despedida

matiz que traz pigmentação
vermelho do coração, vigor
do amarelo, girassóis, melão
quanta infusão, quanto cor
misturados com cheiro e sabor

céu do azul da cor do mar
cerrado com chão matizado
na palheta de cores, o olhar
tocando o sentimento pintado
mulher, emoção, sensação, amar

no entanto, quanto?
não importa tanto, ser
o que vale é o encanto
o aprouver:
das rimas, cores e o canto.

© Luciano Spagnol – poeta do cerrado
29 maio de 2024, 09’36” – Araguari, MG

Enviado por Tópico
Rogério Beça
Publicado: 30/05/2024 08:50  Atualizado: 01/06/2024 20:28
Usuário desde: 06/11/2007
Localidade:
Mensagens: 2029
 Re: Evento: "Rimas e Cores"
asSombro



Sou a sombra de algo muito maior.

Visto-me de fogo,
para que não me trates
com gelo.

Congelo.

Pus flores no cabelo, para passar pela multidão.

Dão me outro ar.

Armo-me de fraca,
de submissa, mas sou

fura
cão.

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 30/05/2024 22:52  Atualizado: 31/05/2024 01:56
Membro de honra
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 18297
 Re: Evento: "Rimas e Cores"
Eva que trovoa

o suor da lua na pele negra
acorda os tambores
reflete a terra vermelha
os jardins enlouquecendo
o perfume das flores
dança nos olhos dela

o coração da gente
fica como uma trança
se desfazendo no ar

Enviado por Tópico
Aline Lima
Publicado: 31/05/2024 00:29  Atualizado: 31/05/2024 00:46
Usuário desde: 02/04/2012
Localidade: Brasília- Brasil
Mensagens: 649
 Re: Evento: "Rimas e Cores"
Aurora

Há um jardim secreto em sua cabeça
onde florescem sonhos livres, e onde ela sente tudo,
em uma língua de sombras que te fala e te beija.
Sua alma, envolta em tons de obsidiana e lua,
no toque da brisa em fuga,
experimenta o frio da realidade nua
que agora o seu mundo entrega.
Em rodopios na sua mente, uma dança de luz e trevas,
em seus olhos de mistério, um sorriso desafia o espelho,
diante de uma visão certa e louca do que está por vir.
Pinta a boca de ébano ou de vermelho
e adorna o cabelo com um céu noturno de flores negras.
Seu amor, farol, ilumina o coração e a obscuridade do oprimir;
sem medo do naufrágio ou de se afogar, ela se faz mar,
acende o sol dentro do peito e aceita toda a sua glória,
pois o que tem que ser tem uma força imensa para existir.
À espera, mesmo sem dormir, no abraço da escuridão se deita,
até que a noite se faça dia na cor de uma nova aurora do sentir.

Enviado por Tópico
Abissal
Publicado: 31/05/2024 01:30  Atualizado: 31/05/2024 01:30
Membro de honra
Usuário desde: 27/10/2021
Localidade:
Mensagens: 580
 Re: Evento: "Rimas e Cores"
Flores de fogo nos cabelos
Da mãe terra, das fogueiras!
Brilho de labaredas nos olhos
Aos teus seios as clareiras.

Iemanjá, Yeye omo ejá, és!
Pulseira de dança nos pés,
Diáspora de sol e de flores
Dos pescadores, das marés!

Tela, candomblé africana
Dos búzios, das tuas águas,
Leoa da selva, as savanas
Pelos canaviais das missangas.

Feiticeira das viagens.


Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 31/05/2024 13:05  Atualizado: 01/06/2024 19:02
Usuário desde: 07/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 16113
 A Cor da Rima
**********************

Eram flores em cabelos pintados
Misturados aos traços de perfil.
Ocultos negros olhos disfarçados
Que fazem ser pequenos os de Henfil*.

O fundo tão perfeito era inverso.
Tiara multicor feita em bandana.
Quem desconhece a arte de uma Vânia
Não sabe dos segredos do Universo.

Laranja as margaridas entrelaçadas.
Trapézio traz na ponta do nariz.
As pintas coloradas por um triz
Representando a força de uma raça.

Estética em estática estrutura.
Delírio fascinante a nós mortais
Riquezas muitas são Minas Gerais
Pois preto é só cor. Negro?... Só Cultura!!!


**********************

Enviado por Tópico
MarySSantos
Publicado: 31/05/2024 14:19  Atualizado: 31/05/2024 14:19
Usuário desde: 06/06/2012
Localidade: Macapá/Amapá - Brasil
Mensagens: 5779
 Re: Evento: "Rimas e Cores"
Texturas


Da noite sou entalhe

decalque de um
sopro a ser inserido
nas nesgas
dos dias.

Faço- me texturas
das mais singelas
as mais duras,

entre tramas
de sedas,

sim,

há calosidades dos
manejos na doçura
para espanto da
maldade

Na tonalidade noturna
bordo cores
teço-me de flores
para suavizar espinhos
estampa alegre
pra chão de dores

no molejo vida
de um pincel manchado sou parte.

silhueta fêmea,
mulher, caminho e
tropeço, santidade e pecado

traçado
curvilíneo d' arte.

Enviado por Tópico
TrabisDeMentia
Publicado: 01/06/2024 00:31  Atualizado: 01/06/2024 00:31
Webmaster
Usuário desde: 25/01/2006
Localidade: Bombarral
Mensagens: 2335
 Re: Evento: "Rimas e Cores"
Estavas nas tintas

Escorregou-me o pincel pelas tintas
E elas sem querer pelo papel
Não queria que me visses assim
Não queria
Mas insististe
Em apressar o gesto
Agora
Isto
Meus caracóis sem fim
Meus lábios sem ti
Olhos não viste
Será o que resta
O meu resto
Ou o teu desejo
De me teres à pressa

Enviado por Tópico
Alpha
Publicado: 01/06/2024 11:12  Atualizado: 01/06/2024 11:22
Membro de honra
Usuário desde: 14/04/2015
Localidade:
Mensagens: 1971
 Re: Evento: "Rimas e Cores"
Paleta de cores, e rimas.

As rimas dançam, na mente
Em versos que o coração abraça
Como um arco-íris reluzente
Pintando a vida, com graça

Nas rimas, cores vibrantes
Misturam-se em harmonia
Onde seus pincéis, brilhantes
Geram, a mais bela poesia

No vasto universo das palavras, as rimas se encontram e dançam como um balé harmonioso, cada uma trazendo consigo uma cor distinta. Como os pintores, os poetas mergulham seus pincéis em paletas invisíveis, onde as tintas são sentimentos e as cores, emoções. As rimas fluem como rios de tinta, serpenteando pelo papel, misturando-se e formando novas nuances, e assim se torna um arco-íris de sentimentos, em que cada cor tem seu lugar, cada rima seu papel.
As cores e as rimas juntas, criam um mundo em que as emoções se entrelaçam em perfeita harmonia, onde se vai navegando pelos mares coloridos da imaginação. E assim, a poesia se torna um refúgio, um lugar onde as cores falam e as rimas pintam, revelando a beleza escondida nos recônditos da alma, em que as cores refletem todo o seu resplendor independentemente da tonalidade da pele, ou silhueta.

Alpha

Enviado por Tópico
ZeSilveiraDoBrasil
Publicado: 01/06/2024 19:26  Atualizado: 02/06/2024 01:46
Administrador
Usuário desde: 22/11/2018
Localidade: RIO - Brasil
Mensagens: 1986
 Re: Evento: "Rimas e Cores"
.
.
.
No alvo linho, se vê o resultado mágico dos pincéis da artista após deslisarem sobre a tela pigmentos em terracota, marrons e preto...
Surgiram múltiplas flores em destaque ajardinando os volumosos cabelos pretos duma bela representante feminina afro em efigie...
Há um perfume imaginado de jasminum multipartitum, d'África, advindo em tese do lado oculto da obra enquanto escrevia estas linhas...
Consciente ou não; entorpecido ou não pela inspiração, um tanto atônito talvez com o surgimento impulsivo das palavras em 'verso e prosa'...
Abstenho-me vaticinar quais motivos mais tais pincéis, reféns dos gestos da artista, propôs nessa expressão liberta de conscientização cultural in tela tão rica em vivazes cores além do meu simplório olhar, porém; admirador apaixonado dest'arte.

Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 01/06/2024 21:20  Atualizado: 02/06/2024 21:07
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Lisboa/loures
Mensagens: 8384
 Re: Evento: "Rimas e Cores"
África na voz dos pincéis

Pincéis nas mãos
Olhos no coração,
Nasce efígie sem sermão.
Fruto da paixão

Traço aqui
Traço acolá,
Brota figura sã
No vai-e-vem das mãos

Sombras sobre sombras
Traços ganham forma,
Qu´ora se apaga, ora se reforma
Pra contornar contornos das sombras

No sucessivo vai-e-vem das mãos,
Preta tinta pariu uma negra
Que foge da regra,
Pra mostrar ocidente aos irmãos

Pintora, por aí não para,
Esboça nariz ocidental
No corpo africano,
Será isso caso acidental ou engano?!
Só se saberá ao cair do pano

De flores, a pintora espelha seus amores,
Trazendo África à ribalta
Com suas cores em alta,
Despidas de rumores do observador

Adelino Gomes-nhaca


Enviado por Tópico
Juvenal Nunes
Publicado: 02/06/2024 10:47  Atualizado: 02/06/2024 10:47
Membro de honra
Usuário desde: 28/07/2013
Localidade: Douro Litoral
Mensagens: 539
 Re: Evento: "Rimas e Cores"
Esperança

Rosto de nenhum olhar,
Em que o ódio se esbate,
Por ser velho já não cansa
E deve-se sublimar
Nessa tez de chocolate,
Nova luz de esperança.

Os cabelos são jardim
Onde se cultivam flores
Dum jeito belo e profundo;
O perfume do jasmim
Evola-se das mil cores
Para suavizar o mundo.

Imagem de liberdade,
Em bem quieta postura,
Tem saber do mais sagaz,
Mostrando à sociedade
Que só vale o que procura
O caminho pela paz.

Juvenal Nunes

Enviado por Tópico
Issor_honey
Publicado: 02/06/2024 22:30  Atualizado: 02/06/2024 22:30
Membro de honra
Usuário desde: 26/02/2012
Localidade: interior de São Paulo
Mensagens: 485
 Re: Evento: "Rimas e Cores"
Fruição: gentis belezas

Quanto dizem os lábios
outrora silenciado
e os olhos que não vejo
em tão delicada pintura...
falam de um passado dorido,
esperança a percepção
e um futuro vislumbra
nesse espaço vasto
e tão pouco compreendido

Com maestria suaviza as cores
no negrume das flores,
uma para cada recomeço...
flameja sóis em alaranjado
de um singelo respeito
e pincelar amável
que honra o mistério e magia
do arroxeado discreto,
tão concreto em sabedoria

E de amarelo tinge os extremos
rebelando a covardia
de tantos dias tristes
que a lágrimas rega
os pensares, os pesares,
as lutas e o luto
e gentis ambas ofertam flores,
cultura e valores
e o mundo embeleza

Enviado por Tópico
Beatrix
Publicado: 04/06/2024 18:53  Atualizado: 05/06/2024 13:55
Muito Participativo
Usuário desde: 23/05/2024
Localidade:
Mensagens: 75
 Re: Evento: "Rimas e Cores"
...
Eu vinha desenhar você

hoje é seu aniversário, Bebel
trouxe meu caderno e meu lápis preferido
pra ver se consigo desenhar seu rosto
seu cabelo, meu ninho, ai…. sabe que ainda dói?

continuo lendo como você, deusa do sol, me ensinou
mas… é o mesmo, não. Saramago me aborrece sério!
Mia Couto quase me endoidece, Agualusa ainda me aquece…
mas que jeito seu, esse, de mandar. ler português dos confins
mais os dos afins pra aprender essa língua
madrasta de quase

tudo bem, eu aprendo.
mas me deixa no meu vagar
hoje estou pra te desenhar,
celebrar chorando por cima

lembro tão bem seu perfil,
parece estou percorrendo o caminho
de sua testa, nariz, a boca, seu pescoço
ah, Bebel
que lindo ver você perfilando pra mim

aí me viro e vejo você de frente
deus, que mulher é essa? é gente?
agarrando seus cabelos, gritava
você Bebel, porque eu puxava
queria eles pra mim, com flores
decorando nossa casa
outro tempo, agora é nada

e seu cheiro moreno me tomando
de assalto, em pleno, em cheio,
e minha cara mergulhando em você
até o oxigénio cadê
…e me obrigava respirar…
porquê?
mais valia eu ali parar pra morar
afinal…

ah, Bebel
vou desenhar, não
vou é renovar suas flores
colocar outras cores
aí me deito na terra
tentando te ouvir
não dormir

ah, Bebel porque foi você embora
e mora aqui agora?

assim, não tem mais cor pra mim
nem seu negro eu digo que sim
é só um nada vazio, mesmo
um ar deslavado de ser
uma fome de perecer
´tá entendendo,

Bebel?

Enviado por Tópico
santosjorge
Publicado: 05/06/2024 07:56  Atualizado: 05/06/2024 21:17
Novo Membro
Usuário desde: 04/06/2024
Localidade:
Mensagens: 5
 Re: Evento: "Rimas e Cores"




Não tragas flores garridas


Não tragas flores garridas,
Sabes que eu espero colado
Ao dia de acontecer, vestido
De negro, fiel ao gesto largo

De cego que sentindo-o, sou.
Tud'o que vejo ou são arestas
Ou o que me resta é ninguém,
Verdadeiramente omisso, fútil

Rotundo lago, ave sem voo,
Prevaleço vago, enviesado, velado
Selado, hostil, órgão sem brasão,
Dor esperança, sei lá, tudo.

Contento magr'o desejo vago,
Parado à porta de uma capela
Que nada rende, alt'o preço
Ou vulgar que seja, tosco falso,

Malfeito e sem ombros, põe
Flores modestas no altar ou
Num simples copo de barro,
Sinto neste dia que já morri

Anteontem bebendo desse
Mesmo dúctil vaso, amargo
E amarelo poeira, dá-me o
Privilégio d'coisa alguma

E eu recolherei pobr'à casa
Feita da caruma do pinheiro,
Pudesse eu aí viver, pudesse
Eu ser eu mesmo, fim de dia,

Não tragas flores garridas
No teu cabelo negro visgo...



Joel Matos (05 Junho de 2024)




https://namastibet.wordpress.com
http://namastibetpoems.blogspot.com
https://joel-matos.blogspot.com


Open in new window

Enviado por Tópico
Luso-Poemas
Publicado: 06/06/2024 08:54  Atualizado: 06/06/2024 08:56
Administrador
Usuário desde: 25/01/2006
Localidade:
Mensagens: 157
 Evento: "Rimas e Cores" (info)
.
As inscrições no evento "Rimas e Cores" estão encerradas.
No dia 10 de junho, será revelado o vencedor.

Enviado por Tópico
Luso-Poemas
Publicado: 10/06/2024 05:56  Atualizado: 10/06/2024 05:57
Administrador
Usuário desde: 25/01/2006
Localidade:
Mensagens: 157
 "Rimas e Cores" - resultados e agradecimentos
.
A Administração do Luso-Poemas congratula-se com o sucesso desta iniciativa, que uniu os utilizadores desta comunidade à volta da língua portuguesa e da poesia.

Um agradecimento especial aos nossos jurados Paulo Gonçalves, António Souto e Vania Lopez -- para ela, também o reconhecimento pela generosidade de oferecer o quadro que constituiu o mote e o prémio deste evento.

Por último, damos os parabéns ao Rogério Beça pelo excelente poema que escreveu e que foi escolhido como o vencedor, não esquecendo que todos os outros participantes, com os seus textos, também nos enchem de orgulho.

Até ao próximo evento!





Enviado por Tópico
AlexandreCosta
Publicado: 10/06/2024 14:45  Atualizado: 10/06/2024 14:45
Super Participativo
Usuário desde: 06/05/2024
Localidade: Braga
Mensagens: 152
 Re: Evento: "Rimas e Cores"
Parabéns a todos e em especial ao Rogério Bessa pela inspiração de excelência!
Viva a poesia! :)


Enviado por Tópico
idália
Publicado: 10/06/2024 18:35  Atualizado: 10/06/2024 18:35
Membro de honra
Usuário desde: 08/06/2023
Localidade:
Mensagens: 368
 Re: Evento: "Rimas e Cores"
Olá, boa tarde.

À administração do Luso-Poemas quero dar os meus parabéns por mais esta iniciativa, muito interessante, na minha opinião. Não posso deixar de referir a colaboração da artista Vania Lopez, claro.

Parabéns ao poeta Rogério Beça, pela sua criatividade, originalidade e tudo o mais que o torna um autor especial.

E parabéns a todos nós, Luso-Poetas, que estamos aqui com muito gosto e com os nossos escritos, que são o melhor daquilo que, no momento, a inspiração nos permite produzir.

Muito grata.
Saudações



Enviado por Tópico
agniceu
Publicado: 11/06/2024 17:06  Atualizado: 11/06/2024 17:06
Colaborador
Usuário desde: 08/07/2010
Localidade:
Mensagens: 595
 Re: Evento: "Rimas e Cores"
Todos merecem condessados aplausos,
Desde a pescadora de aguarelas, Vânia Lopes,
Que doou beleza à Lusa-mulher numa prima obra,
Com os 5 pincéis da sua mão.
Uma mulher que se poderia chamar
Alet Roma,
No avesso contrário do lado,
Por ser filha das cores do belo
E do coração da autora.

Aplaudir de pé aos participantes
Que enriqueceram o concurso
Com extraordinários textos,
Que dificultaram a escolha
Do nobre júri.
Sem esquecer a administração do Luso, por esta iniciativa e por outras que têm vindo a semear em prol dos Luso poetas.
E dar os parabéns ao grande vencedor, Rogério Bessa, pela excelência do poema.

Que venham mais iniciativas.

Um abraço a todos.

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 12/06/2024 00:41  Atualizado: 12/06/2024 00:41
Membro de honra
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 18297
 Re: Evento: "Rimas e Cores"
Parabéns absolutamente a todos. Os poetas estão num patamar muito rico. Esse evento foi de uma mão em várias. Rogério, seu poema está intocável. Eu agradeço, pela brilhante participação de todos e minha (ex) tela terá a oportunidade de estreiar uma nova parede. Esse movimento de penas, foi maravilhoso. Grata a todos

Links patrocinados