Poemas, frases e mensagens de saozinha

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de saozinha

Renasci para um novo destino

 
Passaste por mim como um relampago que rasga o ceu na efemeridade do tempo.
Foste em mim o tudo que se fez nada,e o nada que se fez tudo.
Foste a causa ,mas não o causador.
Foste a nascente mas não a fonte onde jorra o amor.

Nesse rio onde me vis-te desabrochar,ficaste eternamente na outra margem,sem nunca arranjares coragem de atravessares o rio onde me poderias encontrar.
Na margem onde desabrocharam os meus sonhos,contemplei-te sempre de longe com medo que teus raios me ferissem o olhar,naquele tempo que foi nosso.
Queria que tivesses sido o sol que me faria crescer,mas foste a trovoada que me derrubava a cada instante.
Queria que tivesses sido a chuva que me matasse a sede,mas foste a enchente que me alagava as ilusões.
Era silencioso o rio que nos separava,asim como eram silenciosos os diálogos que teimosamente trocávamos.
Desabrochei emfim quando o teu raio de luz desapareceu no horizonte e se desfez na terra húmida,perdendo toda a sua força e o seu brilho.
Encontrei-te nas tuas fraquezas e nos meus medos de menina.
Encontrei-te na tua dolorosa partida,e no vazio da tua ausencia.
Encontei-te e compreendi a missão que te tinham destinado.

Agarrei então nessa energia que de ti se afastava,nesse brilho que emfim me querias transmitir.
Agarrei-o com as minha duas mãos sedentas desse amor há tanto tempo adiado.
Eluminei a minha vida e o meu caminho,E
RENASCI PARA UM NOVO DESTINO..

São
11-03-2009.

(ps: Para o meu pai)
 
Renasci para um novo destino

Ser mulher

 
Ser mulher
 
SER MULHER

Mulher
Trazes no olhar
o azul da mais
bonitas marés
o brilho das estrelas
cadentes.
No corpo
o cheiro a rosas
dos roseirais da tua infãncia
onde colhias esperança
nos teus sonhos
de criãnça.
Na pele a maciez
dos frutos em agosto
na boca o sabor
a mosto.

Mulher
trazes no corpo
a graciosidade de uma felina
na savana.
A elegancia e a graça
de uma gazela
mostras tua beleza
quando te deitas
na cama.

Mulher
trazes na alma
a clareza das noites
de luar
a doçura com sabor a mel
avalas as dores no silencio
com sabor a fel.
No coração
Ah no coração
trazes a garra e força
de um leão.

São
24-03-09
 
Ser mulher

Ser mãe

 
Ser mãe.

Ser mãe:
é poder transmitir
ao mundo
o melhor que a vida tem.

É projectar um pouco de nós
no futuro
é eternizar no tempo
as memórias
de nossos avós.

É sentir a vida
a palpitar
quando renascem
as esperãnças
sentir a alegria
de viver
como quando ainda éramos
criãnças.

É sentir a responsabilidade
acrescida
porque alguem depende
inteiramente
da nossa vida.
 
Ser mãe

Liberdade

 
Liberdade
 
LIBERDADE

Despi-me dos medos
que me aprisionavam
em laços de seda
e de carmim
iluminei minha alma
da luz que imanavas
libertei-me das amarras
de uma fraqueza inventada
nascida com o tempo
dentro de mim.

Amei-te assim
despida de vaidade
entreguei-te meu corpo
já cansado da jornada
acendi a chama
de um amor idealizado
alimentei-o do teu néctar
LIBERDADE
 
Liberdade

Hei-de voltar

 
Hei-de voltar
 
Hei-de
correr de novo
os caminhos perfumados
de flores silvestres
sentir na pele o frio seco
dos invernos mais agrestes.
Caminhar descalça
pelos campos da minha
infãncia
pisar com os pés nus
a terra lavrada
sentir a liberdade
dos tempos de criãnça.

Hei-de
subir de novo aos montes
povoado de urzes e pinheiros
beber com a mão
a água fresca da nascente
ouvir o canto dos grilos e das cigarras
nos ribeiros.
voltar de novo ao casario
que me viu nascer
ouvir as histórias de um povo
que sempre lutou para viver.

Hei-de
sentir-me de novo protegida
no ventre da minha terra
encontrar de novo a inoçencia
da minha alma antes da
guerra
cortar os laços que fiz
na efemeridade do tempo
esquecer a dor e o desalento
ir mais longe mais além
reencontrar de novo o ventre de
minha mãe.

Hei-de
voltar ao principio de tudo
numa dimensão onde me sinta
protegida
morrer e renascer para um nova
existencia
reconstruir novos sonhos
uma outra
vida.

São
22-03-09
 
Hei-de voltar

Minhas emoções

 
Minhas emoções
 
Pinto a minha vida
com as cores das palavras,
tracejo a cores vivas
os contornos do futuro,
traço-as a traços largos
como uma tela abstracta
pintada num dia
de soberba inspiração.
Absorvo com a ansia dos famintos
o significado das palavras
sacio minha alma
nas linhas de um poema.
Procuro-me na nascente
que jorra do meu pensamento
encontro-me nas águas
calmas e serenas do rio
onde navego todos os dias.
Bordo para ti as palavras
num naperon de emoções.
Não espero delas
fama ou glória
teço-as na teia da memória
pra um dia reencontrar
intactas minhas emoções.
 
Minhas emoções

O mundo das estrelas(p.Dolores)

 
O mundo das estrelas(p.Dolores)
 
O MUNDO DAS ESTRELAS.

O que nos move?

É este amor imenso á palavra escrita
É esta capacidade que temos
em acalmar a desdita.
É este mergulho intenso no desconhecido
É esta coragem imensa de descrever o sentido.

Não é a busca da fama ou da glória,
Não é o matar o tempo com relatos da memória.

É entrar no mundo da emoções da cada um
É tentar acalmar a dor da vida
das alegrias,das tristezas,
e quem sabe do amor.

Não é a oferta do pão que vai matar a fome,
Não a denuncia das fraquezas de cada homem.

É levar a paz e a esperança aos corações em sofrimento
É trasmitir um pouco de luz
ás almas em desalento
É este caminho errante que nos leva á espiritualidade
É a angustia gritante que nos fala da saudade.

Não é só falar dos prazeres da vida terrena.
Não é só perfumar o corpo com cheiros de alfazema

É esta vontade de ir mais além
que este efémero corpo
É atravessar para lá da margem
que nos leve a bom porto.
É encontrar emfim aquelas pálidas centelhas
que brilham no sereno
MUNDO DAS ESTRELAS.

SÃO
03-03-2009
 
O mundo das estrelas(p.Dolores)

Essência de mim.

 
Essência de mim.
 
Aprisionam-se os ruídos
Na palma da mão
Soltam-se os silêncios
Na voz amordaçada
Enfrenta-se o medo
Do desconhecido

Perigo eminente
Na voz da razão.

Palavras soltas
Mudas de sentido
Sentimentos dispersos
A emoção que se acalma
A paz que se instala.

Procuro-te assim
Essência de mim.

São
29-04-09

http://www.imeem.com/">
Gift" rel="nofollow">http://www.imeem.com/groups/s0DbuGMW/ ... t-of-light/">Gift Of Light - Shastro & Nadama
 
Essência de mim.

A viagem das palavras(Vóny Ferreira-Sãozinha)

 
A viagem das palavras(Vóny Ferreira-Sãozinha)
 
Vislumbro esse céu azul
que me apazigua os sentidos
oiço os cânticos dos pássaros
soltando ruidosos gemidos.
Agarro-os com os olhos e falo-lhes
Desse céu onde esvoaçam e brincam
Para que me adormeçam o medo
Que paira nos meus sonhos!

Voo com eles para um tempo que não conheço
procuro nesse voo um destino que desconheço
Fujo com eles para um futuro incógnito
Embrenho-me neste presente incerto…

Empreendo uma caminhada errante
no significado das palavras a guarida
É longa essa viagem no desconhecido
superando as angústias de um ser destemido.
E eis que me visto com pedras e musgo
Nessas palavras que me desventram a alma
Como se fosse refém de um mundo
Que crio nos momentos em que as exalto…

Caminho pelo significado das palavras
Do fundo do meu ser arrancadas
Descalço-as e cubro-as de terra
Porque nasci no meio delas…

É bela essa viagem que faço
no meu ser em sintonia
procuro palavras simples
no significado e na harmonia.

Beleza que afago e canto
Neste dueto que nos embala
Para enxugar o triste pranto
Quando deturpam a nossa poesia!

Não vejo fim á vista nesta viagem delirante
Na procura do significado das palavras
como um ser carente procura um amante.

Vóny Ferreira-São
04-03-2009
 
A viagem das palavras(Vóny Ferreira-Sãozinha)

A PALAVRA

 
A PALAVRA
 
A palavra:
Tem o dom de nos guiar
nos caminhos que nos levam ao conhecimento,
ou de nos perder nas encruzilhadas
construídas pelo tempo.
A palavra:
conduz-nos na busca dos nossos enigmas,
trancados no mais fundo do nosso pensamento,
tal qual um alquimista
fechado no seu mundo na busca do elixir
que nos leva ao mais sublime conhecimento.

A palavra é a força e a fraqueza
as nossas dúvidas e as nossas certezas.

A palavra:
tem o dom de nos libertar
das grades da intolerância
aprisionados nas amarras
do nosso descontentamento.
A palavra
Acaricia-nos o rosto
com a brisa fresca da manhã
e derruba-nos o corpo
pela força enigmática do vento.

A palavra é a luz e a escuridão
o amor e o ódio de um irmão.

A palavra:
Tem o dom de nos ferir
nosso espírito com punhais de prata
tem o bálsamo que cura
as angústias e os medos que nos matam.
A palavra
é um cravo vermelho que renasce a cada Abril
a liberdade morta e renascida
nas mãos de um poeta.

A palavra é minha é tua
não é de ninguém
trazemo-la como herança
do ventre de nossa mãe!

São

25-04-09
 
A PALAVRA

O QUE IMPORTA

 
O QUE IMPORTA
 
O que importa:
São as palavras
que nos saiem da garganta
gritos de alegria
de dor ou de
esperança.

Não importam
as palavras perdidas nos beirais
que nos ferem o coração
como corte de punhais.

O que importa:
São as emoções
que nos assaltam de repente
são as amizades
que se cultivam num mundo
tão diferente.

É a liberdade
que se estabelece entre nós
são as memorias que nos transportam
as memórias de nossos avós.

Não importam
as palavras que embelezam nosso ego
feitas de brilhos que facilmente me apego.

O que importa:
São os laços que se fazem nos silencios
nas palavras não ditas,nas emoções
Quando os nosso dias se tornam mais cinzentos
e a tristeza invade os nossos corações.

É o paraquedas
que nos impede de cair
nos abismos da nossa existencia
são os laços que nos seguram
nas lembranças das nossas remenisciencias.

Não importa:
voltar atraz num tempo outrora vivido,
povoado de simbolos agora sem sentido.

O que importa:
É dar-se nem nada pedir em troca
é doar-se em comunhão
é não ter medo das palavras
que saiem da nossa boca
é abrir as mãos em forma de doação.

Ah o que importa!!!
é levar a paz nas
asas de uma pomba branca
é levar o brilho estampado
nos olhos de uma criança.

Ah o que importa!!!
É mesmo seguir em frente
mesmo quando tudo nos empurra
contra a corrente.

São

14-03-2009
 
O QUE IMPORTA

Caio e levanto-me

 
Caio e levanto-me
 
Caio levanto-me
falho e alcanço.

Equilibro-me em gestos
desconexos
numa pranche de ilusões
Enfrento as ondas gigantes
da incerteza
em autenticas vagas de emoções.
Agarro a onda que se
agiganta
repito os gestos a queda
apanho a próxima onda
numa teimosia
constante.

Caio levanto-me
Falho e alcanço.

Acerto meus gestos
numa onda mais calma
Projecto meu corpo
na tela da espuma
branca.
esqueço o medo do perigo
na inocência de uma
criança.
Imprevisibilidade emergente
de uma onda mais forte
e atraente.
Afundo-me em projecções
do sentir
e encontro-me no mar calmo
do porvir.

Caio levanto-me
falho e alcanço.

Surfo a vida
à luz do sol
que queima minha pele
Descanso meu
corpo
à luz da lua
claridade prateada que
ilumina
minha alma nua.

São
30-03 09
 
Caio e levanto-me

Aprisionei as palavras.

 
Aprisionei as palavras
na ponta dos dedos,
apenas o silencio teima
em libertar-se
na minha mente cansada
da procura
do significado e dos enigmas
que delas transparecem
e que constantemente gritam
nos meus ouvidos

Queria ficar surda da alma
e não ouvir mais as vozes
que me atormentam
as noites.

Queria ficar muda
e não mais poder gritar
a dor que se esconde
para lá das aparências

Poderei eu um dia voltar
ao tempo da inocência
e preencher meus dias
de ilusões.
 
Aprisionei as palavras.

O olhar triste de menina.

 
O olhar triste de menina.
 
Mergulho meu olhar
nesse mar imenso
onde me perco
e me reencontro.
São cristalinas
as águas desse mar
que generosamente
me ofereçes,
onde vou procurar
as cores que dispersam
as sombras de uma alma
em constante procura.

Ilumino as minhas noites
solitárias
com as estrelas
que teimosamente insistem
em clarear os caminhos
da minha alma
em sobressalto
na angustia
de encontrar de novo
as sombras que
escoreçeram o passado.

Agarro com um forte abraço
as papoilas rubras
que me ofereçes
na ãnsia de ençendiar a alma
e aquecer o coração
com o fogo dos sentimentos
sereno da amizade
escaldante da paixão.

Visto-me com as cores
da nossa bandeira
que me embala
como a mãe embala o filho
e o acalma nas noites
de sobresalto.

Não me fites o olhar
não procures nele
os enigmas das minhas mágoas
há muito trancadas
no mais profundo
das minhas memórias.

Ofereço-te o meu sorriso
sereno de mulher
num olhar triste de menina
reflectido num
mar de águas
CRISTALINAS.
 
O olhar triste de menina.

Pedaços de mim.

 
Pedaços de mim.
 
PEDACOS DE MIM

Fragmentos dispersos
cores de um arco-iris
pintados numa tela em
movimento.

Palavras soltas
escritas nas folhas da vida
atiradas ao vento

Sentimentos vividos
num coração
protegidos na palma
da minha mão

Emoções sentidas
numa alma
em constante procura
eternizadas nos meandros
da lonjura.

Serenidade conquistada
á força de meditação
compreesão da vida.
das minhas dores
e a dos meus irmãos.

Espiritualidade desenvolvida
muito por força da vontade
crescimento adquirido
muito por culpa da
saudade.

Versos escritos
como flores plantadas
num jardim
Este é o meu mundo
São estes os
PEDACOS DE MIM.

São
07- 03- 09
 
Pedaços de mim.

MERA ILUSÃO(Sãozinha-Ana coelho)

 
MERA ILUSÃO(Sãozinha-Ana coelho)
 
Mera ilusão

Perco-me na tela das emoções
viajo nas palavras
como uma borboleta
procura
o pólen na beleza
dos roseirais em flor

Na seiva que brota do coração
nasce o sublime
momento
nas palavras trocadas
com abraços.

Fito o céu vislumbrando
um arco-íris
que rasga o céu
e ilumina os sentimentos
na ausência da
lonjura.

São coloridos
os sentimentos que
nos aproximam
nas teias de uma
virtualidade inventada

Sentires reais nas asas do
vento
em harmonia pintada
nas nuvens doces
que velejam na pele da
emoção
onde o sorriso toca
o olhar
em momento perpetuado.
Onde a lonjura é
MERA ILUSÃO

Sãozinha Ana Coelho
28-03-09http://www.imeem.com/lupishobbies/pho ... 7N7FhXP/">">

http://www.imeem.com/silenttearrs/vid ... ic-video/">Adagio - Lara Fabian
 
MERA ILUSÃO(Sãozinha-Ana coelho)

AMIGO (dedicado a todos os meus amigos,em especial aqueles que gostariam que eu estivesse mais presente.

 
AMIGO (dedicado a todos os meus amigos,em especial aqueles que gostariam que eu estivesse mais presente.
 
Amigo

Quero ser para ti
O som e a palavra
o caminho percorrido
o começo e o fim da
estrada.

Quero ser o mar onde navegas
nas ondas agitadas pelo vento
a brisa calma que te sossega
nas intempéries surgidas com o
tempo

Quero ser o silêncio que procuras
quando a desdita te abate
a distância certa na lonjura
quando precisas que me
afaste

Quero dar-te a minha mão
para te guiar na caminhada
mesmo sabendo de antemão
que verei meu olhar turvo
pela poeira da estrada

Quero ser o sorriso e o choro
ausência e a presença
o nada que se faz um todo
a igualdade que se faz
diferença.

São
21-04-09
 
AMIGO (dedicado a todos os meus amigos,em especial aqueles que gostariam que eu estivesse mais presente.

Ser rio!

 
Se eu pudesse
ser um rio
nascer no alto
da serra
viver a vida
num eterno desafio
Ser luz e alimento
regar a terra
no verão
ser dos pobres
o sustento.

Se eu pudesse
ser a calma
e a bravura
amolecer a terra
árida dos descrentes
ser raiva na descida
das montanhas
ser planícies
de ternura.

Se eu pudesse
ser um rio
por um dia
da nascente
ate a foz
ser palavra
escrita nos leitos
dos riachos
que não tem voz

http://eternofemenino.ning.com/forum/ ... e-fosse-possivel-escolher

Resposta a este desafio.
 
Ser rio!

Parabens Poeta Ibernize

 
Da palavra fez a semente.
que na terra árida plantou
ama este, aquele e toda a gente
foi muito o que viveu,
mais o que amou.

Construiu uma ponte invisível
neste oceano da poesia
Dá-se inteira de uma forma tangível
A este intercambio na lusofonia.

Faz da amizade um lema
da escrita um estandarte
conheci-a no luso poemas
onde escreve com muita arte.

é uma honra que a parabenize
neste dia do seu aniversário
minha amiga poeta Ibernize
mestra nas palavras,
doutora no mundo agrário.

Parabéns Ibernize.
Esta é apenas uma singela homenagem .

Beijo

Sãozinha
 
Parabens Poeta Ibernize

Quietude do silencio

 
Quietude do silencio
 
Quando as nuvens
escurecerem teu
olhar,
triste e húmido
de tanto chorar.
deixa-as partir
para outro
lugar.
deixa a luz do sol
na sua grandeza
brilhar.

Quando as arvores
caídas no chão
te impedirem de
caminhar,
levanta teus pés
e teu olhar
que as armadilhas
que nos impõem
nunca serão em
vão.

Quando te sentires
cansado dos ruídos
e das palavras,
deixa-te invadir
por essa calma
imensa
e entrega teus
sentidos
à quietude do silencio.

São

02-05-09
 
Quietude do silencio