https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Tempos perdidos

 
Tags:  lágrimas    passado    presente  
 
Open in new window


Tempos perdidos

Quando me ponho em silêncio a pensar
E me invadem lembranças do passado
Suspiro por aquilo que eu quis buscar
E choro o meu tempo tão desperdiçado

Enxugo nos olhos lágrimas de desgosto
Pelos amigos que a morte já os levou
Prantos de dor correm pelo meu rosto
Por recordações que o tempo me deixou

Posso então lastimar o tempo perdido
Das horas perdidas na minha existência
E como me dói este tempo já destruído

Mas continuo vivendo neste tempo já ido
E no tempo presente, eu sem consciência
Também deixo passar sem ser percebido.

Jmd/Maringá, 04.10.09



verde

 
Autor
João Marino Delize
 
Texto
Data
Leituras
744
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 05/10/2009 00:57  Atualizado: 05/10/2009 00:57
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14956
 Re: Tempos perdidos p/ João Marino Delize
Olá caro poeta

Já o tempo passa e nada me diz
somente sinto saudade daquele que perdi
foi quando ele passou e eu nem percebi

Um maravilhoso soneto...Parabéns!

Beijinhos no coração