https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Distância

 
Aonde andará teu pensamento agora!?
Me vem o silêncio em resposta
Tua vóz já não me alcança mais
Os gritos da minha, tampouco...

Em que pé surgiu tal distância?
Por engano, contingência...
Cada vez mais dói esse lamento
Não sou mais dona do teu pensamento!

Saudade adoça aos poucos essa dor
De novo, essa espera, sem cor
Inexistente e o fim de um amor!

Meia noite desordenam as palavras
Só tua imagem incessável
Imortal em mim e desejável....

11/09/2009


Van

 
Autor
vanriz
Autor
 
Texto
Data
Leituras
564
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
5
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Conceição Bernardino
Publicado: 27/10/2009 17:55  Atualizado: 27/10/2009 17:55
Colaborador
Usuário desde: 22/08/2009
Localidade: Porto
Mensagens: 3332
 Re: Distância
gostei do poema...reparei que não colocas acentuação mas tenho a certeza que o fazes porque assim gostas.

abraço

Enviado por Tópico
Moreno
Publicado: 27/10/2009 18:00  Atualizado: 27/10/2009 18:00
Colaborador
Usuário desde: 09/01/2009
Localidade:
Mensagens: 3486
 Re: Distância
A distância de que falas cria vazios dolorosos.

abraço

Enviado por Tópico
Moura365
Publicado: 27/10/2009 18:46  Atualizado: 27/10/2009 18:46
Colaborador
Usuário desde: 23/10/2009
Localidade: Rio tinto-Porto
Mensagens: 2284
 Re: Distância
Muito bem construído este soneto.

Palavras muito bem articuladas, surtindo o efeito desejado.

Parabéns!

Beijo

Gil

Enviado por Tópico
marcioBELGIUM
Publicado: 30/10/2009 19:36  Atualizado: 30/10/2009 19:36
Participativo
Usuário desde: 29/10/2009
Localidade: Bruxelas, Belgica
Mensagens: 40
 Re: Distância
"Saudade adoça aos poucos essa dor"... interessante isso...pois normalmente a saudade vem sempre sinonimada por tristeza, e realmente foi bem sutil o "adoça" ^^ da uma impressao ate que voce esta gostando de sentir saudades rsrsr. Parabens. Super original!