https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

“VOEJAR”

 

Open in new window

Sinto em mim um revel incontrolável, mecanicamente me enlevo Para um pináculo.
lá a brisa vem me receber dando-me boas vindas
Dirijo-me para o mural sento na extremidade contemplo a orgia que parece
Estar solitária passo então a retroagir viajando nas minhas vicissitudes e sinto
Em minha boca um ressaibo, pelos vilipêndios que me faz entrar numa odisséia
Sem bagagem e sem volta, despeço-me apenas do meu único e último cigarro, visar
A fumaça que dele sai em polimorfo,resmas sai dos meus olhos, começo então
A revolutear sem suprir apenas postergar e olvidar de tudo e de todos.
Meu reverbero é ameno quando a adrenalina se faz tomando conta de todo o meu ser
O abismo estende suas mãos querendo me talar, é hora de desarraigar,sem olhar para trás
Fecho meus olhos paulatinamente sei que o vôo se fará rápido sem dor e sem sofrimento
Acabarei-me em um segundo com eles levarei todos os dissabores amargos
Aderno meu corpo para frente, começo a voejar, para então abalroar e fenecer
marylife


Open in new window


 
Autor
marylife
Autor
 
Texto
Data
Leituras
478
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.