https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

mente XI

 
Tags:  devaneios; mente  
 
Ouvi duas estrelas gritar e caíram durante a manhã. Aterrada, corri a proteger ambas mas fiquei impotente. As estrelas alagadas de sal, ajudaram-me a sair dali. Ensinaram-me a olhar o espelho, a ver-me a mim primeiro e o espelho partiu de tanto sorrir. As estrelas voltaram ao céu a iluminar-me.


Open in new window


Inéditos de Rosa Magalhães
(Imagens da internet)
com 3 Livros Editados
1º "Pérolas de Amor"
2º "Acrósticos de Poesias"
3º "7 Vidas de Afectos"
Rosa Magalhães

 
Autor
ROMMA
Autor
 
Texto
Data
Leituras
707
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 07/02/2010 11:31  Atualizado: 07/02/2010 11:31
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 12082
 Re: mente XI
As estrelas sempre brilham quando o coração as observa em serenidade.

Estou a gostar destas "mentes", em reflexão e para refletir.

Beijinhos e Bom Domingo