https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Rerrecomeço

 
Era uma conspiração de seis e setes
O fim de todos nomes e conceitos
Término que dá no terminal dum início.

Principio sem rumo
Mas em movimento
Destino radial desatando
Frescos focos aflorando
A flama lilás esgazeia incenso
Do velho timbre que retoma a passarela.

Ralento pormenorizado
Ah que ferramenta não é a poesia!
Ah tom seco tão seco e tão real
Temática lírica descendo pau
Aprazo desprazos aos deventes
Sano sinas sonsamente entremente
Ah sacro dom de cura do poeta!

Lúgubre e idiota poeteiro
Às margens da passiva concórdia
Impassivo
Alienado em torpor extremista
Artista e escravo
Alado devoto do mundo
Vigília das orgias.

Santarrão desbocado
Ai doudo lúcido impertinente
Exclamando escarros e os reagarrando
Ai grosso duro e longínquo cientista
Tenaz aprendiz da fria magia
Ai quase rematando do fato ao além.






orgasmagia.blogspot.com
 
Autor
alikafinotti
 
Texto
Data
Leituras
528
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.