https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

TEMPESTADES

 

Sinceramente a vida traz à tona
Momentos que guardamos em pedaços
E quando ocupam grandes vãos e espaços
Felicidade ou rastros abandona

E a dor quando deveras já se adona
Aperta com firmezas ledos laços
Deixando os caminhares bem mais lassos
E o mundo em pouco tempo se detona.

Uma alma se mostrando em tênue luz
Imagem do passado reproduz
E vive esta ilusão eternamente

E quando a realidade se aproxima,
Assim se modifica todo o clima
E o fim em tempestades se pressente.


De Praia para o mundo lusófono

VALMAR LOUMANN
 
Autor
VALMARLOUMANN
 
Texto
Data
Leituras
516
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.