https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

FANTASIAS NOTURNAS

 
Tags:  poema  
 
<img src="http://s73.flogao.com.br/2010/03/07/41/133159205.jpg">
FANTASIAS NOTURNAS
(Jairo Nunes Bezerra)

Na escuridão da noite meus pensamentos voam...
Atingem até os desejos mirabolantes...
E ao amanhecer quando os sinos da igreja soam,
Semi-adormecido, do quarto eu viro andante!

É que tento dar continuidade às minhas fantasias,
Embora circulando, lembrando-me de teus beijos,
Rapidamente se foi a noite e sucedeu-se o dia,
E persistem em minha sonolência os meus anseios!

Logo mais estarei acordado penetrando no mar,
Rotina diária que se completa com o meu velejar,
Guiado por amplas velas azuladas!

E o poeta marinheiro penetra célere no alto mar,
Desejoso de ter-te sempre para amar,
Expondo-se às espumas das ondas extenuadas!





 
Autor
Jairo Nunes Bezerra
 
Texto
Data
Leituras
746
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Avozita
Publicado: 08/03/2010 12:02  Atualizado: 08/03/2010 12:02
Colaborador
Usuário desde: 08/07/2009
Localidade: Casal de Cambra - Lisboa
Mensagens: 4531
 Re: FANTASIAS NOTURNAS
Sensivel.
Muito bonito o seu soneto.
Abraço
Antonieta