https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Desilusão : 

Tatuagem

 
Estarás sempre gravado em mim
Como tatuagem ou cicatriz...
Perdida entre álcool e drogas,
Bailava pela noite como louca,
Na ilusão maldita de ser feliz!
Hoje, ainda te sinto, não o nego.
Mas não tanto como outrora senti.
Meu coração, qual pássaro liberto,
Anseia bater asas noutro voo
De alguém que eu nunca conheci.


Fui à floresta porque queria viver profundamente,sugar o tutano da vida e aniquilar tudo que não fosse vida.E não,ao morrer,descobrir que não vivi. (Dead Poet Society)

 
Autor
Paula Correia
 
Texto
Data
Leituras
2810
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.