https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O Medo do Velho Poeta

 
Open in new window


O véu da tarde em furtacor sombria,
veludo róseo enegrecendo o dia.
Do magistral luar que o céu escala,
um cão uivante e um corvo negro gralha.

O negror da treva pavorosa invade
a alma poética que canta covarde.
Vislumbra o medo que indaga forte
o tremor trêdo de encarar a morte.

A idade avança e o que antes era
uma aventura, deslinda em pavor.
Caminha agora com mísera cautela
urgindo nas entranhas um vulgar tremor.

A idade vence o aventureiro moço,
que anos antes um dragão matou.
O poeta agora imerso no poço,
tem medo sim, de matar o amor.


Niterói, 26 de março de 2008.


www.romulonarducci.blogspot.com

www.manifestotavernista.blogspot.com

www.evoetaverna.blogspot.com

 
Autor
RomuloNarducci
 
Texto
Data
Leituras
627
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 27/04/2010 22:54  Atualizado: 27/04/2010 22:54
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8222
 Re: O Medo do Velho Poeta
adorei ler