https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Desconhecida

 
Já não conheço, a imagem reflectida,
O espelho quebra-se ao tentar retratar,
Onde foi? Onde está? Aquela alma perdida…
Que desespero, que não quero defrontar,
Mas desejo que me venha reencontrar…

O vento que levanta as cores,
O arco-íris que se quer apagar…
Rasga o meu desenho, a minha imagem,
O que restou não dá para colar,
São imagens, tempos esquecidos por atear.

Sim! Acendi, ardi e queimei,
Nada ficou para recordar,
Nada ficou para chorar,
Apenas cinzas, pó …
De onde renasci desigual e só.

Agora, trilho caminhos desconhecidos,
Nem sei que direcções tomar,
Mas não me preocupo muito com isso,
No final vou incendiar apagar e renascer,
Para um novo EU recomeçar… A viver!


Cigarrinha

 
Autor
Marlene
Autor
 
Texto
Data
Leituras
888
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
rosafogo
Publicado: 05/05/2010 18:45  Atualizado: 05/05/2010 18:45
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2009
Localidade:
Mensagens: 9599
 Re: Desconhecida
Aqui estou para ler também o que escreves, confesso que gostei, e mais, até parece que foi escrito por mim este poema.
Desculpa a comparação, mas este sentimento que
lhe imprimes é bem o meu sentir.

Muito bom Marlene.
beijo
da rosa